Deprecated: mysql_connect(): The mysql extension is deprecated and will be removed in the future: use mysqli or PDO instead in /home/wiibr956/public_html/lib/config.php on line 17
Switch Brasil | Análise › Blossom Tales: The Sleeping King
 Carregando
Lembrar? | Esqueci a senhaCadastrar
análise • switch 
Blossom Tales: The Sleeping King
Escrita por Guilherme Bocci

Blossom Tales é um jogo de ação e aventura com elementos de RPG e gráficos ao estilo retrô produzido pela Castle Pixel, LLC e distribuído pela FDG Entertainment. O jogo havia sido lançado pela Steam em março de 2017 e agora chega ao Nintendo Switch.

História

O jogo é todo inspirado em The Legend of Zelda: A Link to the Past, inclusive na história. Lilly, nossa protagonista, acaba de se tornar uma cavaleira de Blossom e é chamada para acabar com uma infestação de ratos no porão do castelo. Durante a quest, o rei é traído pelo próprio irmão e cai em sono profundo. Lilly deve reunir os três ingredientes necessários para acordar o rei.

A história começa muito interessante, mas não passa dessa introdução. Todos os personagens são mal desenvolvidos (inclusive a Lilly), porém, com homenagens claras a série Zelda como a Tree Lord, que é uma referência clara a Deku Tree.

Jogabilidade e desenvolvimento

Sua jogabilidade é idêntica ao clássico do Super Nintendo, e eu diria que até mais fluída. É possível ir em qualquer direção e temos além de nossa espada, vários itens como bombas e uma pá. Os itens aqui tem quantidade ilimitada, porém, muito semelhante ao sistema de A Link between Worlds, onde há uma barra de energia para itens que limita seu uso repetidas vezes. A jogabilidade é de longe o ponto mais forte do jogo.

Apesar de ótima jogabilidade, o desenvolvimento do jogo poderia ser um pouco melhor. Temos 4 dungeons muito bem elaboradas e que não há nada a reclamar. O que é realmente chato no jogo é chegar até as dungeons, com objetivos repetitivos e demorados que as vezes chega a desanimar de continuar jogando.

Trilha sonora

A trilha sonora do jogo também merece muita atenção. Apesar de não ter horas e horas de música, elas são muito bem trabalhadas e com grande inspiração em Zelda. As dungeons, as batalhas épicas com os Bosses, tudo com uma música certa no tempo certo.

Um bom exemplo é que o tema da Haven Village de Blossom Tales é idêntica a Zelda’s Lullaby, confira: 

Muitas, mas muitas referências...

Como dito antes, Blossom Tales é basicamente um The Legend of Zelda: A Link to the Past feito por fãs, são muitas referências. Confira uma pequena lista de coisas notadas nos primeiros 20 minutos de gameplay.

-Espada de Lilly parecida com a Master Sword;
-Cortar a grama do cenário;
-Ao ganhar um item, Lilly o levanta de forma idêntica ao Link;
-Baús espalhados pelo mapa todo;
-Quebrar vasos na casa de qualquer um;
-Heart Containers dividos em 4 partes.

Veredito

Blossom Tales briga para estar entre os melhores indies lançados ao Switch até agora. O jogo brinca de ser Zelda trazendo referências, jogabilidade fluída e trilha sonora muito bem trabalhada, chegando a ter pelo menos 15 horas de gameplay. Apesar de seus problemas com história e personagens mal desenvolvidos e objetivos repetitivos antes de dungeons, consegue prender o jogador até o final, principalmente aqueles que também são fãs de The Legend of Zelda. O jogo tem um preço baixo por sua qualidade e vale a pena ao menos ser testado.

Blossom Tales está disponível apenas em formato digital na Nintendo eShop por 14,99 dólares.

Jogo fornecido gentilmente pela FDG Entertainment para análise.

 


8,0
COMENTáRIOS • site
_____SNAKE_____
24/12/2017 s 16:53
Comprarei assim que estiver com uma grana sobrando.

Apenas usuários cadastrados podem comentar.

Se deseja realizar seu cadastro, clique aqui.

COMENTáRIOS • facebook
análises recentes
switch
switch
switch