Carregando
artigo 
O Que Sabemos Sobre o Wii U
escrito por Pedro Henrique Lutti Lippe
O sucessor do Wii já está entre nós.

Batizado de Wii U - uma união do nome de seu predecessor com uma brincadeira com o inglês "you" ("você"), referindo-se diretamente não apenas ao jogador casual, mas também a você, o hardcore gamer - a plataforma é uma curiosa mistura de inovação com o reaproveitamento de ideias já aplicadas anteriormente pela Nintendo.

Controles



Inovação pelo que você vê acima. Ainda sem um nome específico, o controle do Wii U é totalmente diferente de qualquer outro. Apesar de apresentar uma seleção clássica de botões e gatilhos - A, B, X, Y, L, R, ZL, ZR, -, +, Home e Power -, sensores de movimento, uma câmera, um d-pad e dois analógicos, o "tablet" tem como seu fator principal uma tela 16:9 sensível ao toque de 6,2 polegadas, capaz de transmitir imagens em altas resoluções.

Na verdade, o tablet é mais que um controle: ele é uma extensão de sua TV. Ele pode servir como o inventário do seu The Legend of Zelda, como a prancheta de anotações táticas de um técnico de FIFA, ou como a bola de golfe sobre o pino antes da tacada em Wii Sports (como demonstrado no vídeo mais abaixo). Mas não é só isso: ele também pode ser um substituto de sua TV. Imagine: um jovem joga Super Mario na sala, quando seu pai chega querendo assistir a um filme. O jogador então transfere a imagem principal da televisão para a tela do controle, e continua divertindo-se como em um portátil. O pointer do Wii Remote também pode ter sua funcionalidade emulada pelo novo controle, que pode, por exemplo, ser a mira de um franco-atirador, com a imagem de seu alvo sendo transmitida em tempo real na telinha pequena. Há ainda a possibilidade de existirem jogos feitos especialmente para o controle, que não requerem o uso da TV em nenhum momento.

O tablet ainda possui alto-falantes estéreo, a função rumble, uma "sensor strip", que funciona como a sensor bar do Wii, um microfone, e acompanha uma Stylus.



Caso não consiga assistir, clique aqui.



Caso não consiga assistir, clique aqui.

Reaproveitamento de ideias pela inteligente reciclagem de todos os controles e acessórios diferentes que compramos para o Wii. Ao que parece, o Wii Remote (provavelmente em combinação com o MotionPlus) será um dos principais controladores da nova plataforma, com seu pointer preciso e seu conveniente e confortável layout, por exemplo. Mas não é só isso: a Balance Board, o Nunchuk, o Classic Controller e o Classic Controller pro também serão compatíveis com o Wii U, assim como o Wii Wheel e o Wii Zapper, que receberá uma nova versão para acomodar o tablet e criar a light gun perfeita (como mostrado por volta de 1:55 no vídeo acima). Desta forma, a Nintendo garante que os jogadores que os novos jogadores que ela conquistou e reconquistou com o Wii não fiquem alienados pelo novo controle.

Com a apresentação do controle, surgiram alguns medos - principalmente na comparação com o iPad, que só é realmente confortável para jogos quando contra uma superfície. Impressões de quem jogou com o tablet em mãos, como Richard George, editor da IGN, porém, indicam que a jogabilidade com ele é melhor do que parece. "Apesar de parecer grande, as manoplas traseira são bem confortáveis," disse, afirmando em seguida que o posicionamento dos analógicos ("circle pads") é benéfico e contribui para tal conforto. Estes, por sua vez, possuem "toque e precisão muito superiores" aos do Slide Pad do 3DS, por terem uma textura bastante parecida com a do direcional analógico do Nunchuk.

É possível ler mais impressões (em inglês) neste tópico no fórum NeoGAF.

Hardware



Um Wii redondo, mais charmoso e imponente - esse é o design do Wii U revelado hoje pela Nintendo. A plataforma, que terá retrocompatibilidade com o Wii (mas sem tecnologia de upscaling), será capaz de ler os DVDs comuns e de camada dupla nos quais os jogos de seu predecessor vinham, e discos óticos de tamanho regular em um padrão proprietário, de alta densidade, que provavelmente terão capacidade de armazenagem comparável aos BRDs do PlayStation 3. Ele terá quatro portas USB e suportará a armazenagem de dados em cartões SD e em HDDs externos, ou então em sua memória flash incluída.

"Mais poderoso que os consoles da atual geração" foi o que disse a Vigil Games, de Darksiders II, sobre a plataforma, que, rodando em um processador personalizado multi-core da IBM, supostamente possui "muita" DRAM. Como de costume, a Nintendo não revelou nem revelará as especificações específicas de seu hardware, mas ele parece ser poderoso o suficiente para deixar o exigente Mark Rein, vice-presidente da Epic Games, feliz, e, por ora, isso basta. Afinal, uma apresentação como a que a Nintendo fez hoje era de se esperar - apesar de ser talvez um pouco decepcionante para os que queriam mais do que uma menção ao novo Super Smash Bros.. O Wii U hoje era como o Wii de 2005: um controle. Ainda temos uma E3 entre hoje e o lançamento da nova plataforma, e, portanto, muito tempo para vermos os jogos e do que exatamente ela é capaz em termos técnicos.

... Mas temos demonstrações técnicas. Não apenas dos controles do console, que é capaz de exibir imagens em 1080p e suporta HDMI, mas também dos gráficos.



Caso não consiga assistir, clique aqui.

Há ainda conversas por aí de um outro vídeo de demonstração dos gráficos da plataforma que não foi exibido ao público, com cenas de Tóquio e a possibilidade de controle da câmera com a ajuda do tablet. Segundo a IGN, este é "bem mais impressionante" que o vídeo acima, e a diferença entre as duas é de "anos-luz".

Software

Essa não foi a E3 dos jogos do Wii U - a próxima será -, mas já temos uma pequena lista com títulos de third-parties de marcante qualidade confirmados:
  • Aliens: Colonial Marines (Sega / Gearbox)
  • Assassin's Creed (Ubisoft)
  • Batman: Arkham City (Warner Bros.)
  • Battlefield 3 (Electronic Arts)
  • Darksiders II (THQ)
  • Dirt (Codemasters)
  • Lego City Stories (TT Games / Warner Bros.)
  • Metro: Last Light (THQ)
  • Ninja Gaiden 3: Razor's Edge (Tecmo Koei)
  • Rabbids (Ubisoft)
  • Tekken (Namco Bandai)
  • Tom Clancy's Ghost Recon Online (Ubisoft)
     
  • Nova IP, FPS exclusivo (Ubisoft)
  • Nova IP, jogo esportivo (Ubisoft)
  • Jogos da EA Games e da EA Sports (Electronic Arts)
É claro: alguns se beneficiariam com a vinda de multiplataformas de PlayStation 3 e Xbox 360 para o Wii U, mas um console de próxima geração não pode ser apenas isso. Sinais como o discurso de David Adams, da Vigil Games, que afirmou que o poder extra e as funções únicas do Wii U fazem de sua versão de Darksiders II "potencialmente a melhor de todas" e o fato de que Razor's Edge é uma versão exclusiva, única de Ninja Gaiden 3, o grande projeto atual do Team Ninja, nos dão motivos para assumir uma postura otimista em relação ao suporte das outras empresas, que parecem acreditar que a plataforma pode oferecer algo a mais que os outros consoles de mesa, como indicou Ken Levine, da Irrational Games, em sua surpreendente aparição em um vídeo exibido na conferência da Nintendo.



Una esses projetos com os clássicos instantâneos da Nintendo - como The Legend of Zelda Wii U, New Super Mario Bros. Mii e o tal do novo Super Smash Bros. do Sakurai -, e o que você tem é a combinação perfeita para a satisfação de um fã hardcore da Nintendo.

Wii U

Falta muito tempo, muita discussão e muitos anúncios até o lançamento do Wii U, que deverá ser na metade de 2012. Ainda precisamos saber se a Nintendo finalmente passará a levar as comunidades online dos consoles, que são o fator que mantém o PlayStation 3 e o Xbox 360 fortes, em consideração seriamente - um pré-requisito para o sucesso entre os hardcores. O eShop é uma melhoria de outra dimensão em comparação com o Wii Shop Channel, por exemplo, mas o fato de que não há opção para envio de mensagnes para seus amigos no 3DS beira o ridículo - então ainda não é possível afirmar que houve uma mudança de postura na empresa que criou os Friend Codes.

No mais, o jeito é esperar. Daqui a mais ou menos um ano, saberemos de tudo, e estaremos vendo aquele trailer do novo Super Smash Bros.. Até então, é só especulação: o Wii U será, de fato, evolução, revolução, nenhum dos dois... Ou ambos?


Este artigo será atualizado caso novas informações sejam reveladas.


comentários
Nenhum comentário encontrado.

Apenas usuários cadastrados podem comentar.

Se deseja realizar seu cadastro, clique aqui.

Login de usuário


Lembrar?

artigos recentes
Impressões da demo de Super Smash Bros. for 3DS
POR Equipe Wii U Brasil    34
E3 2014 Index: 3DS
POR Equipe Wii U Brasil    6
E3 2014 Index: Wii U
POR Equipe Wii U Brasil    28
E3 2014 Index
POR Equipe Wii U Brasil    15
Expectativas para o Nintendo Digital Event
POR Equipe Wii U Brasil    17
Interview - Shin'en Multimedia
POR Wii U Brasil    3
Os mais esperados de 2014 - Wii U
POR Equipe Wii U Brasil    31
Os mais esperados de 2014 - 3DS
POR Equipe Wii U Brasil    27
Melhores de 2013 (Wii U)
POR Equipe Wii U Brasil    36
Melhores de 2013 (3DS)
POR Equipe Wii U Brasil    31
E3 2013 - Como a Nintendo se saiu?
POR Thales Nunes Moreira    49
"O Cidadão Kane dos Videogames" Não Existe
POR Pedro Henrique Lutti Lippe    20
E3 2013 Index: Nintendo 3DS
POR Equipe Wii U Brasil    8
E3 2013 Index: Wii U
POR Equipe Wii U Brasil    15
E3 2013 Index
POR Equipe Wii U Brasil    3