Carregando
artigo 
E3 2012 Index: Wii U
escrito por Equipe Wii Brasil

Lançamento: 2013


A Gearbox é provavelmente o estúdio que mais tem falado sobre o Wii U desde o seu anúncio ano passado. Randy Pitchford e sua trupe estão realmente empolgados com o novo console da Nintendo e Aliens: Colonial Marines é o primeiro passo no que esperamos ser uma parceria duradoura e frutífera. Ao mesmo tempo em que Ridley Scott lança a sua nova interpretação da série na prequel Prometheus, a Gearbox parece estar empolgada em apresentar a sua.

A Gearbox tomou as rédeas de Aliens em 2006 e, em 2008, Aliens: Colonial Marines foi anunciado. Por um longo tempo, ficou em repouso, ressurgindo no forma de imagens em 2010. Na E3 2011, voltou de vez e foi dito que o Wii U também receberia o jogo.

O game se passa depois dos evento de Alien³, o terceiro filme da série, lançado em 1992 e dirigido por David Fincher. Os jogadores assumem o papel de Christopher Winter, um soldado que é enviado junto a uma equipe para investigar o U.S.S. Sulaco em busca de Ellen Ripley e outros fuzileiros desaparecidos. A campanha poderá ser jogada por quatro pessoas online e duas via split-screen. Multiplayer competitivo também foi citado. Aliens: Colonial Marines chegará em 12 de fevereiro de 2013 para PS3, 360 e PC e em uma data não anunciada para Wii U.

Links: Vídeo de jogabilidade


Lançamento: 2012


Acabada a saga de Ezio Auditore, a Ubisoft, em Assassin’s Creed III, promete inserir novidades em diversas frentes, visando manter o sucesso de uma das franquias mais bem sucedidas desta geração. Desde a ambientação, voltada para os acontecimentos em meio a um processo de Revolução Americana, passando por novas mecânicas de jogabilidade e novo motor gráfico, todos em conluio com esta nova fase da franquia, o estúdio de Montreal da desenvolvedora francesa promete trazer, por meio do personagem Connor, um novo começo, externado nas motivações próprias e habilidades do citado novo protagonista, que moverá o enredo nas cidades de Boston e Nova Iorque, no já mencionado contexto histórico.

Ainda existirão áreas florestais, nas quais Connor usará, além de seu instinto assassino, seu instinto predador, sendo um verdadeiro caçador e com investidas primando por escaladas em penhascos e árvores. Novas armas, condizentes com o período histórico, estarão presentes, porém as clássicas hidden blades serão mantidas para a alegria dos fãs. E é desta forma que ACIII pretende se estabelecer quando for lançado neste final de ano: como um jogo ainda maior que seus predecessores, seja no campo técnico ou de enredo, porém fazendo com que os fãs se sintam confortáveis ao saber que tais novidades estarão em meio a elementos mantidos.

Links: Trailer da E3 2012 e vídeo de jogabilidade


Lançamento: 2012


Um dos desafios do Wii U, em seu lançamento, será rejuvenescer jogos já lançados em outras plataformas, com um espaço de tempo, por vezes considerável. Adicionar novos conteúdos, refazer parte da jogabilidade com o controle parecem ser os meios mais efetivos que farão pessoas comprarem algo que muitos já devem ter jogado. Quando o jogo é bom, isso ajuda, obviamente. E é o que poderá acontecer com Batman: Arkham City. O conceito de enredo expandido de Arkham Asylum, apresentado em Arkham City, permanece inalterado, ou seja, você estará novamente no controle de Batman na campanha principal e vivendo diversos conflitos a fim reestabelecer a ordem em uma cidade infestada dos mais diferenciados vilões e, por consequência, desafios. No Wii U, as mudanças na jogabilidade são mais latentes. A tela sensível ao toque, característica básica do controle, servirá para manejar equipamentos, detonar bombas, lidar com pistas, acessar o mapa principal e muito mais, sem sair da tela de jogo. O Batarang e o Explosive Gel, por exemplo, se beneficiam do sensor de movimentos do Wii U gamepad. Essa versão para Wii U trará uma armadura exclusiva para Batman e outra para a Mulher-Gato. Estas armaduras estarão equipadas com a habilidade B.A.T. Mode. Durante os combates, entrando neste modo de luta, através do acúmulo de energia cinética, golpes mais poderosos poderão ser desferidos.

Finalmente, o título contará com todos os DLCs já disponíveis na edição GotY, recentemente lançada para PlayStation 3 e Xbox 360. Batman Arkham City – Armored Edition estará disponível, para Wii U, no final de 2012.

Links: Trailer da E3 2012


Lançamento: 2012


Darksiders foi uma bagunça. Ao tentar combinar diversos gêneros e estilos de jogo, não conseguiu um balanceamento e um ritmo interessante. Apesar disso, o jogo tinha certas qualidades notáveis, como o belíssimo design de personagens, e agora é a chance de retomá-los e consertar o que estava errado.

Darksiders II se passa simultaneamente aos eventos do primeiro jogo, que retratou a queda de War, um dos quatro cavaleiros que juraram manter a estabilidade do mundo. Enquanto isso, seu irmão, Death, estava aparentemente muito ocupado e é isso que Darksiders II irá narrar.

A equipe da Vigil foi uma das primeiras a por suas mãos nos kits de desenvolvimento para Wii U e Darksiders foi anunciado para plataforma juntamente com a mesma. O jogo chega em 14 de agosto para PS3, Xbox 360 e PC e em uma data não anunciada para Wii U.

Links: aqui.


Lançamento: Início de 2013


A Intelligent Systems está bem atarefada com a nova geração da Nintendo. Passando por títulos de eShop como o excêntrico Pushmo até um Paper Mario promissor para o 3DS, com um Fire Emblem (por enquanto exclusivo do Japão) no caminho, a desenvolvedora parece incansável ao fornecer conteúdo original e de qualidade. Sem destaque na conferência, mas recém-anunciado no All Access da Nintendo, Game & Wario (título provisório) é o próximo jogo da second-party: um título da franquia WarioWare, conhecida por seus mini-games frenéticos e bizarros, agora no Wii U.

Ainda não se possui muito conhecimento sobre o jogo, mas sabe-se que o objetivo das dezenas de minigames é apresentar bem cada função do novo console da Nintendo e seu controle diferenciado. Um dos mini-games, Arrow, por exemplo, usa a interação Gamepad-televisão à la Demo do Shuriken. Aqui, utilizando um arco-bigode, dispara-se flechas com a tela sensível do Gamepad e estes acertam alvos na televisão. Já outros prometem usar o giroscópio e o acelerômetro em outros diversos modos de jogo ainda a serem revelados futuramente. Game & Wario está previsto para a line-up inicial do Wii U.

Links: Novas imagens


Lançamento: 2012


A série Just Dance é a galinha dos ovos de ouro da Ubisoft. Ideias simples dotadas de um senso de interação sem precedentes, cada parcela da série coleciona milhões de novos adeptos. E a festa nunca termina. Esse praticamente será o lema de Just Dance 4, que será lançado para diversas plataformas, incluindo o Wii U. No geral, o jogo terá uma lista de músicas novas bastante abrangente, desde Maroon 5 e Cristina Aguilera, passando por algo mais oldschool como B-52’s e Barry White, dentre outros. A ideia, com isto, é convocar a família toda, independentemente das idades, para a dança festiva que o título proporcionará. Modos de jogo como Just Dance Off prometem trazer desafios intensos entre amigos e o modo Bring Your Crew trará uma competição entre equipes. Personalizar o seu próprio cartão de dança, mostrando estatísticas de seu desempenho ou ainda utilizar o modo Dance Quest para destravar novas coreografias e recompensas são outros exemplos do vasto conteúdo deste quarto lançamento numérico da franquia. Quanto às particularidades do Wii U, usando o controle único do console, será possível, por meio de sua tela, trocar coerografias no meio das danças, forçando ao jogador que estiver seguindo os passos da tela a mostrar toda a sua habilidade, propiciando um verdadeiro desafio. Ainda será possível, dentre outros recursos, via tela de toque, trocar as músicas, criar listas de favoritos, escrever mensagens na tela em tempo real, e, por fim, compartilhar com amigos as fotos e vídeos das apresentações.

A Ubisoft pretende entregar Just Dance 4 no lançamento do Wii U.

Links: Trailer da E3 2012


Lançamento: 2012


Fãs de LEGO City certamente se sentirão felizes com a nova aposta da TT Games. LEGO City: Undercover promete ser o jogo mais complexo da série LEGO nos videogames. Se passando numa ambientação aberta, o detetive Chase Mccain estará à paisana pronto para mostrar as suas habilidades de combate, escaladas acrbáticas que lembram séries como Prince of Persia e Assassin’s Creed e, ainda, um sistema de disfarces que pretende ser convincente, objetivando acabar com Rex Fury e a onda de crimes que assola LEGO City. O Wii U Gamepad terá diversas funcionalidades como o recebimento de atualizações das missões, um mapa sem precisar pausar o jogo e, ainda, características de outros recursos do aparelho, como o uso do sensor de movimento para detectar criminosos escondidos em diversas partes da cidade. Num primeiro olhar, a cidade em si parece imensa, dignos dos mapas de grandes jogos do estilo, como GTA, por exemplo. Mccain poderá usar uma variedade salutar de disfarces, como bombeiro, trabalhador da construção civil e, até mesmo, ladrão, no intuito de resolver puzzles e acessar novas áreas. Haverá uma centena de veículos disponíveis, dentre carros, motos e aviões.

LEGO City: Undercover promete trazer para o Wii U, no final de 2012, muita ação e um pouco de aspecto cômico, típico de jogos da série.

Links: Trailer da E3 2012


Lançamento: 2012


Mass Effect 2 foi lançado no PS3 com um ano de atraso mesmo sem o console ter recebido o antecessor, então Mass Effect 3 no Wii U não é algo estranho.

Concluindo a épica trilogia da BioWare, Mass Effect 3 dividiu opiniões, mas é consenso de que se trata de um jogo com um escopo gigantesco e um universo que definitivamente vale a pena ser explorado. É um jogo surpreendentemente ambicioso para uma conclusão e, independentemente do nível de sucesso que a BioWare tenha obtido, as suas intenções devem ser respeitadas e aplaudidas.

Então, o que podemos esperar de Mass Effect 3 no Wii U? A princípio, o básico: a power wheel certamente será transposta para o GamePad, mas ainda mantendo a possibilidade de atalhos via botões como nas versões de PS3 e Xbox 360. Talvez - e isso é apenas especulação - o minigame de exploração também tirará proveito da tela extra e, nessa linha de raciocínio, a compra de acessórios também poderia ser levada para o GamePad.

A versão de Wii U também deverá incluir o DLC From Ashes e obviamente todos os outros lançados até agora, que são gratuitos. Espera-se que, até o lançamento da versão de Wii U, a BioWare deva anunciar um novo DLC para a campanha solo e, se for o caso, esse deverá ser incluído também.

Dificilmente, porém, essas pequenas adições serão suficientes para fazer alguém comprar o jogo de novo. Mesmo assim, será muito bom saber que mais pessoas poderão aproveitar a jornada final do(a) Comandante Shepard.

Links: Trailer da E3 2012


Lançamento: 2012


Mesmo recente, já se torna notório o intuito do Wii U: você e nós, juntos na jogatina. Uma das primeiras amostras disto será o novo jogo da série Super Mario Bros.. New Super Mario Bros. U, focado no multiplayer, será protagonizado por Mario, Luigi, Toad e... o seu Mii. Exatamente, aí que o “você” é inserido. A um primeiro olhar, aparenta o mesmo universo visto em Mushroom Kingdom, porém com notáveis melhorias gráficas, como nos cenários de fundo bem trabalhados, apesar de alguns destoarem um pouco do que é visto nas ambientações interativas. Novos power-ups estarão presentes, como o Squirrel Mario, que se fundamenta em transformar o encanador bigodudo em um esquilo, porém com algumas habilidades movimentações semelhantes ao Raccoon Mario.

Em certos momentos, será possível estar montado em Yoshi, o qual poderá se transformar em balão para alcançar aquela área ou aquela moeda até então inacessível, ou, até mesmo, soltar bolhas nos inimigos, tudo isto acoplado ao sistema de power-ups. O controle do Wii U servirá tanto para a experiência single-player quanto ao multiplayer. No multiplayer, um jogador adicional poderá servir como aliado na criação de plataformas em cenários difíceis de explorar ou, ainda, na recolha de itens escondidos nos cenários. A manipulação de inimigos e objetos em tempo real no intuito de encontrar novas rotas também apresenta-se como uma inserção para dar um novo ar a uma tradicional franquia. Além disto, caso as pessoas da sala queiram assistir TV durante a sua jogatina, ela poderá ser feita exclusivamente pelo controle.

Por fim, o jogo terá suporte ao Miiverse, uma espécie de rede social do Wii U. Através dela, o jogador poderá comentar as performances dos amigos conectados à rede e registrar os seus próprios feitos no jogo. Ao que parece, finalmente teremos algo novo relativo aos jogos de plataforma 2D de Mario.

Links: Trailer da E3 2012


Lançamento: 2012


A franquia Ninja Gaiden finalmente retorna a um console de mesa da Nintendo. Ninja Gaiden III: Razor’s Edge será um título de lançamento do Wii U e trará toda a visceralidade por meio das lâminas das espadas do lendário Ryu Hayabusa, que luta contra uma maldição no seu braço direito, além de outros conflitos oriundos do enredo. Trata-se de mais um título já lançado. Infelizmente, muitos o consideraram uma decepção e o Team Ninja terá um belo trabalho a fim de promover um título com esta repercussão. Usar das características únicas do controle do futuro console da Nintendo será uma das alternativas. Entretanto, o Wii U Gamepad terá uma utilidade básica, como possibilitar um acesso rápido às diversas armas presentes, executar ataques especiais com um simples toque na tela ou trazer algumas outras informações básicas. Com exclusividade para Wii U, haverá seis novos tipos de armas e três tipos de Ninpos, dando variedade e estratégia aos combates. Porém, isto talvez não surta efeito e Ninja Gaiden III apenas seja mais um na line-up de ports de títulos third-parties do Wii U já vistos nos consoles da atual geração.

Links: Vídeo


Lançamento: 2012


Finalizar uma conferência de E3 é uma responsabilidade imensa, afinal, mesmo que tudo esteja dando errado, um anúncio bombástico no final pode fazer com que todas as reações se tornem positivas. Ou não. Ao que parece, o segundo caso se aplica à Nintendo Land, um título que primará por ser um parque de diversões temático contendo diversas franquias da Nintendo como atrações em contextos condizentes com o mencionado ambiente. Franquias como Donkey Kong, Mario, The Legend of Zelda, Metroid estarão presentes. Dentre as exemplificações originais, há um minigame baseado em Luigi’s Mansion intitulado Luigi’s Ghost Mansion. Um jogador controlará um fantasma, por meio do Wii U Gamepad. Este fantasma, que será invisível para outros jogadores, terá que capturar outros personagens. Aqui haverá o trabalho de competitividade e cooperação ao mesmo tempo. Se o fantasma conseguir capturar todos, ele vence. Entretanto, haverá formas de reviver os companheiros e estes portarão uma lanterna. Caso a lanterna detecte o fantasma, pontos de vida serão retirados do mesmo e, no eventual fim destes pontos, a equipe de personagens se tornará vencedora. Haverá um total de doze atrações diferenciadas e o grande desafio de Nintendo Land, quando estiver disponível no final de 2012 para Wii U consistirá em prender os jogadores e tornar o seu universo dinâmico e não apenas restrito a minigames criativos a um primeiro olhar, porém descartáveis após alguns momentos de jogatina como um Wii Play, por exemplo.

Links: Trailer da E3 2012 | Detalhes


Lançamento: 2012


10 anos se passaram desde que o Pikmin original foi lançado para o finado GameCube. Após Pikmin 2 e um intervalo de uma geração sem jogos das criaturas de Miyamoto, com apenas promessas de um terceiro e dilemas de localização dos New Play Control, Pikmin 3 abriu a conferência da Nintendo nesta E3, esbanjando pela primeira vez, jogos da Nintendo em gráficos de alta definição. Com um Pikmin de pelúcia no bolso, Miyamoto logo explica a demora: o jogo foi otimizado para ser jogado no Wii U Gamepad, e a câmera agora não sofre limitações já que mesmo em distância, ainda se observa com detalhes os fiéis seguidores de Olimar.

O gameplay pode ser feito à la New Play Control, porém com suporte do Wii Motion Plus, ou com o Wii U Gamepad. Neste, um mapa ocupa a tela do controle, e um simples toque redireciona a câmera para diferentes partes do estágios, onde o jogador agora tem controle sobre mais de um líder, sugerindo um modo cooperativo para o título. Encerrando o rol de novidades, um novo tipo de Pikmin é apresentado: Rock Pikmin, criaturas-pedra que causam dano considerável ao serem arremessados, destruindo paredes e cascos de inimigos. Pikmin 3 está previsto para a line-up inicial do Wii U.

Links: Trailer da E3 2012


Lançamento: Início de 2013


Das desenvolvedoras surgidas nesta geração, certamente uma das mais chamativas é a Platinum Games. Seus jogos sempre trazem algum conceito de originalidade, porém as aventuras da desenvolvedora, até o momento, têm se fundamentado somente em temáticas mais maduras, do ponto de vista de classificação etária de jogos, tendo como exemplos notórios jogos como Bayonetta, Vanquish, MadWorld, dentre outros. A estreia da empresa no Wii U também contará com uma responsabilidade enorme. Se você estava esperando, talvez, um novo Star Fox, devido ao entusiasmo de Hideki Kamiya, pare de esperar, ao menos desta vez. Project P-100 destoa de tudo que a produtora fez até o momento. Com uma temática, aparentemente, mais amena, este título, que ainda carece de um nome definitivo, explorará um trabalho em grupo em meio a uma ambientação invadida por aliens. Os heróis incomuns aqui presentes sairão na cidade, em meio ao caos, recrutando cidadãos comuns, para formar um verdadeiro exército de defesa. Algumas habilidades do grupo foram reveladas. Alguns do grupo poderão se transformar em objetos como um punho gigante, ou, ainda, uma ponte, na qual outros heróis progredirão por um caminho, até então, inacessível. Será possível utilizar o Wii U gamepad para ditar comandos para os heróis como Bonzai Man, Vending Machine Man ou o estranhíssimo Toilet Bowl Man. Além disto, o controle poderá ser usado para visualizar áreas não vistas na tela da TV e na resolução de puzzles. O citado Hideki Kamiya, diretor conhecido por jogos como Bayonetta, Devil May Cry e Okami, trará, em parceria com a Nintendo, este provisório Project P-100 no lançamento do Wii U.

Links: Trailer da E3 2012 e mais


Lançamento: 2012


Após ressurgir de forma contundente com Rayman Origins, título que trouxe um renovado gás não só para a franquia, mas também para o estilo plataforma, com uma direção de arte incrível e progressão divertidíssima, a Ubisoft, por meio de Rayman Legends, promete expandir ainda mais a excelência do universo deste personagem criado por Michel Ancel. De novidades, teremos uma melhora do motor gráfico a serviço de cenários ainda mais caprichados, enriquecendo um level design que já nascera quase perfeito, em Origins.

Novos personagens estarão jogáveis, assim como um multiplayer visando uma interação social abrangente entre jogadores, seja offline ou, a novidade, com o modo online, para até cinco pessoas. A versão para Wii U apresentará algumas singularidades. Um novo personagem, chamado Murphy, estará auxiliando Rayman em seu caminho, seja para adquirir Lums por diversos meios, para abrir possibilidades de progressão manejando plataformas, dentre outros. Ainda haverá o uso de uma tecnologia de aproximação de objetos na tela de toque do controle, fazendo com que corações ou Rabbids invadam os cenários do jogo. Veremos, no lançamento do Wii U, se Legends conseguirá superar Origins.

Links: Demonstração de jogabilidade


Lançamento: 2012


Uma das mais originais franquias surgidas no DS foi Scribblenauts. Apesar de alguns erros primários que diminuíram sensivelmente as suas características louváveis no jogo de estreia, algo consertado em Super Scribblenauts, o conceito de mostrar que a imaginação não tem limites foi mostrado de forma satisfatória. Agora, a série desenvolvida pela 5TH Cell chegará pela primeira vez a um console de mesa. Scribblenauts Unlimited traz Maxwell, seu lápis e caderno, prontos para dar vida a coisas até então inimagináveis no intuito de angariar as Starites, nos diferentes desafios presentes, agora em um mundo side-scrolling totalmente aberto. Mas como Maxwell conseguiu o seu caderno mágico? Isso será descoberto neste novo título da série, assim como um foco na família do protagonista. Esse mundo aberto será composto por 41 níveis com centenas de starites disponíveis em desafios que proporcionarão dezenas de horas de entretenimento. Uma sacada genial é a ampliação de compartilhamento de objetos criados, agora podendo ser feito online. Seus amigos poderão usar e modificar as suas criações.

Haverá uma consistente Object Library, opção na qual o jogador poderá guardar as suas criações para um futuro uso. Um modo multiplayer com suporte ao Wii Remote estará presente, no qual o segundo jogador poderá manipular objetos enquanto o jogador principal controla Maxwell. Um sistema de méritos melhorado também entrará em cena com uma melhora nas dicas apresentadas. Ainda com um visual simples, inato à proposta que alardeia, porém agora com gráficos em alta definição, Scribblenauts Unlimited estará disponível até o final deste ano para Wii U.

Links: Trailer da E3 2012


Lançamento: 2012


Da leva inicial de títulos casuais para o futuro console de mesa da Nintendo, SiNG promete ser uma aposta que agregará um multiplayer em diversas frentes na reunião entre amigos. Como o nome provisório do jogo já denuncia, a ideia aqui é interpretar variadas canções tendo o Wii U gamepad como principal ferramenta. Geralmente, quando estamos num jogo deste estilo, somente quem canta participa ativamente da jogabilidade. Em SiNG isto será diferente. Enquanto a pessoa está lá, com seu Wii U visualizando a letra da canção através da tela de toque, e, obviamente, cantando a específica música, outras pessoas poderão atuar como uma verdadeira plateia, porém in-game, com aplausos, dançando. Em "Sing Mode", a avaliação de até dois cantores é mostrada na TV em tempo real. Em suma, não há limites para o modo multiplayer. O controle do Wii U pode ser usado também como um mixer de áudio ou como uma lista de reprodução, deixando as imagens na TV desprovidas de texto, apresentando, portanto, um visual mais limpo. Seja em canções dos anos 1960 ou dos tempos atuais, SiNG ambiciona fazer muito sucesso quando for disponibilizado para Wii U, no final de 2012.

Links: Trailer da E3 2012


Lançamento: 2012


Bom, um dos primeiros jogos da Namco Bandai para o Wii U não será um Tales of ou algo parecido. Consoante ao apelo do futuro console da Nintendo de agregar pessoas junto a uma jogatina “amigável”, TANK! TANK! TANK! promete unir ação e diversão na medida certa. Enfrentando monstros gigantescos, vencendo cada desafio para desbloquear conteúdos extras no modo história ou competindo nos modos Free-for-All e Team Versus fará parte do conteúdo deste jogo que se nomeia como um battle party game. Ao que tudo indica, aparenta ser um título simples, seja pelos gráficos cartunescos e descompromissados, seja por opções no mínimo estranhas como o Kong Mode, em que consiste em usar a câmera do Wii U Gamepad para tirar uma foto de si próprio e colocá-la numa espécie de criatura para lutar contra os seus amigos. Ainda no que tange ao uso do recurso de câmera do controle, será possibilitada a customização das fotos e estas poderão atrelar-se a cada tanque, numa maneira mais fácil de identificar cada participante da jogatina. TANK! TANK! TANK! estará disponível no lançamento do Wii U.

Links: Trailer da E3 2012


Lançamento: 2012


Trine é um puzzle/platformer que se passa em um universo medieval fantástico. Em múltiplos sentidos da palavra - não só fantasioso como esbelto e extravagante. De fato, um dos chamarizes do jogo de 2009 e sua sequência em 2011 é o visual dos jogos. Paisagens riquíssimas, recheadas de detalhes e cores vibrantes. O jogo e sua sequência foram disponibilizados digitalmente para outras plataformas, mas devido a limitações gráficas e na estrutura online, o Wii não recebeu o título da Frozenbyte. Com o Wii U entretanto, a coisa muda de figura.

Intitulado Director's Cut, esta versão de Trine 2 que se encaminha ao eShop do Wii U deverá ser a mais completa até então. Com melhorias ainda não esclarecidas na versão original e adição de conteúdo adicional como um modo de jogo chamado Magic Mayhem (utilizando de características únicas do novo console da Nintendo), novos estágios e adições ao já existente multiplayer da série, esta versão de Trine 2, exclusiva ao Wii U, estará presente digitalmente em seu lançamento.

Links: Trailer da E3 2012


Lançamento: 2012


Possivelmente a Balance Board foi um dos acessórios mais bem sucedidos de todos os tempos. Dezenas de milhões de unidades vendidas, um conceito inovador, que busca atender a outras necessidades dos gamers, não os limitando somente à jogatina sentada ao sofá, enfim, uma das bandeiras da Nintendo para o Wii. Com o Wii U não poderia ser diferente. Entretanto, a busca aqui, materializada em Wii Fit U, é ampliar e renovar o conceito. Além de poder desfrutar da jogatina sem a necessidade de um televisor, o Wii U gamepad servirá como um aliado ao mostrar diversas informações como peso, calorias queimadas, sem a necessidade de exibição na tela. Em uma das atividades mostradas, podemos ver, num exercício acrobático, o controle do Wii U exibindo somente o local de aterrissagem e a necessidade de olhar para o controle, localizado no chão, e se movimentar para um pouso bem-sucedido do seu corpo enquanto, indiretamente, um tipo de exercício é realizado. Em outro exemplo, num minigame de tiro, exercício de fortalecimento dos braços é executado enquanto o Wii U gamepad controla o movimento da mira, por meio de seu sensor.

Tipos de exercícios já vistos em Wii Fit e Wii Fit Plus estarão presentes nesta nova entrada da franquia, juntos a 20 novas atividades físicas. O jogo também virá com um acessório chamado Fit Meter, proporcionando um monitoramento de quaisquer atividades diárias, o qual será transferido para o jogo. Wii Fit U estará disponível no lançamento do futuro console de mesa da Nintendo.

Links: Trailer da E3 2012


Lançamento: N/D


ZombiU, anunciado na conferência da Ubisoft deste ano, apresenta-se como um First Person Shooter com traços de Survival Horror. O conceito do título desenvolvido pela Ubisoft Montpellier é evoluído do apresentado ano passado em Killer Freaks from Outer Space. A maior herança da idéia deste último encontra-se no modo multiplayer do jogo, em que um jogador, auxiliado pelo Wii U Gamepad, seleciona estrategicamente inimigos e armadilhas sob uma perspectiva superior, para que o oponente, jogando em primeira pessoa, venha a enfrentar.

Já para a campanha solo, o novo controle funciona como uma "mochila" de suprimentos de sobrevivência, chamada "Bug Out Bag", contendo mapas, armas e ferramentas para ajudar na luta dos sobreviventes do apocalipse zumbi em uma Londres contemporânea. A Ubisoft ainda promete que o jogo apresentará mecânicas novas de gameplay, como colocar o jogador na pele de um novo personagem toda vez que um destes sucumbe à infestação. ZombiU, exclusivo do novo console da Nintendo, estará presente na line-up inicial do Wii U.

Links: Trailer da E3 2012


comentários
Nenhum comentário encontrado.

Apenas usuários cadastrados podem comentar.

Se deseja realizar seu cadastro, clique aqui.

Login de usuário


Lembrar?

artigos recentes
Os mais esperados de 2014 - Wii U
POR Equipe Wii U Brasil    31
Os mais esperados de 2014 - 3DS
POR Equipe Wii U Brasil    27
Melhores de 2013 (Wii U)
POR Equipe Wii U Brasil    36
Melhores de 2013 (3DS)
POR Equipe Wii U Brasil    31
E3 2013 - Como a Nintendo se saiu?
POR Thales Nunes Moreira    49
"O Cidadão Kane dos Videogames" Não Existe
POR Pedro Henrique Lutti Lippe    20
E3 2013 Index: Nintendo 3DS
POR Equipe Wii U Brasil    8
E3 2013 Index: Wii U
POR Equipe Wii U Brasil    15
E3 2013 Index
POR Equipe Wii U Brasil    3
O eShop do 3DS
POR Gustavo Vitor Barbosa Bomfim    11
Sete anos de Wii (U) Brasil
POR Equipe Wii Brasil    136
O estranho relacionamento da Nintendo com as Third-Parties
POR Carlos Eduardo Netto Alves    44
Wii U Brasil
POR Allan Rafael Bandini    97
O Wii U não acabou
POR Thales Nunes Moreira    4
Vale-Cultura não é Vale-Game
POR Carlos Eduardo Netto Alves    2