Carregando
Lembrar? | Esqueci a senhaCadastrar
Lembrar? | Esqueci a senhaCadastrar
artigo 
O eShop do 3DS
Postado por Gustavo Vitor Barbosa Bomfim



Janeiro de 2011. Mais de 2 anos nos separam deste vídeo em que Reggie Fils-Aime apresenta o antes conhecido como 3DSWARE. O eShop cresceu, e muito. Passamos um tempo de escassez na plataforma virtual do 3DS no início da vida do portátil, o que nada mais era que um reflexo da situação em que este se encontrava. Ainda espelhado, agora que o 3DS está cada vez mais subindo nos gráficos de venda, o número (e qualidade) de títulos aumentou exponencialmente. The Rolling West e PictoLives!, hoje Dillon's Rolling Western e Freakyforms: Your Creations Alive! , em seus anúncios, eram como um conta-gotas dado aos desidratados no deserto. Hoje a chuva não pára.

Muitas vezes olhamos para a loja virtual da Nintendo com maus olhos. A falta de um sistema de contas, unificado ou não; a interface não convidativa e a dificuldade de encontrar alguma coisa um pouco mais antiga; o dilema com o funcionamento ou não de cartões nacionais (e por vezes internacionais); os preços absurdos de jogos retail no Brasil e sempre tem aquele que reclama da ausência de demos, todos conhecemos a ladainha. Mas embora saibamos as qualidades que contrastam esses defeitos, poucas vezes paramos pra ver o que o eShop tem de bom pra oferecer: Os jogos. Um catálogo que se expande do Virtual Console de NES e GameBoy até a quase-completude do DSiWARE, e muitas novidades. E não são poucos os bons, para aqueles que sabem procurar.

A lista a seguir não é uma elencagem dos melhores em qualquer ordem específica. Na verdade, alguns jogos excelentes podem estar ausentes. O objetivo aqui é tentar mostrar alguns experimentos únicos, alguns esforços louváveis, investimentos com bom retorno e acima de tudo, jogos divertidos.

3D Classics



Essa linha que a Nintendo introduziu junto com o eShop tem estado abandonada ultimamente, mas deve receber um suspiro de vida com o auxílio da SEGA logo mais. Enquanto isso, alguns clássicos remasterizados com uma camada tridimensional por cima que valem seu tempo.

 

Originais, orientados ao 3D



Especialmente no começo do eShop, muitos jogos apareciam com a tag "3D" mas mal se preocupavam em fazer algo decente. Ficar ajustando o slider a cada minuto de jogatina era frustrante e colocar ele no zero acabava sendo a solução. Com o tempo, desenvolvedoras partiram pra jogos que integram o diferencial do portátil diretamente no gameplay, e alguns títulos interessantes surgiram.

 

Custo-benefício



O eShop não é uma app-store. Poucos jogos custam menos de 1 dólar e microtransações não são o plano de ação. Porém, vez ou outra, um jogo pula de lá pra cá. Fazer olho torto é um erro, e algumas pérolas podem passar despercebidas. O primeiro desta lista, por exemplo, vendeu mais no eShop que em suas plataformas nativas. Além destes, RPGs, os reis do custo-benefício, também estão presentes.

 

Outros



Alguns que merecem menção, mas de difícil categorização. Incluem jogos com propostas bizarras e únicas ou com jogabilidade diferente.

 

O passado



Quem não teve DSi pode não ter passado tempo ruim no início do eShop. Grandes jogos apareceram de forma exclusiva para essa variante do DS, e os donos de um DS Fat ou Lite acabaram perdendo. O 3DS possui quase toda a lista de jogos do DSiWARE, e não há desculpa pra não olhar pra trás e procurar o que ficou de bom.

 

Virtual Console



"O passado" não é só recente como uma geração atrás. Muitos jogos mais antigos resistem às leis do tempo e, primeiro ou enésimo contato, valem o investimento.

Um Virtual Console portátil robusto é um sonho de muito tempo. A demora pra adicionar jogos de GameBoy Advance e a relutância em adicionar mais jogos de GameBoy Color não são o suficiente pra tirar o brilho das opções já disponíveis, que vão além dos portáteis e incluem jogos de NES também.

 

 

 

O futuro



É difícil falar sobre o eShop do 3DS sem mencionar a intrínseca rede online da Nintendo. A Nintendo Network tem muito a melhorar, especialmente no portátil. Apesar de únicos, códigos seriais de 12 dígitos são um método desastroso de se conectar com outros jogadores, e a interdependência do registro só piora a situação, exigindo métodos externos de comunicação para registrar um amigo.

E mesmo depois do registro, já que o Swapnote é um aplicativo, na melhor das hipóteses, medíocre. Conversas não ocorrem em tempo real, e múltiplos tappings na opção para re-checar o Spotpass não garantem que uma mensagem chegue. Quando chega, provavelmente é de dias atrás e mensagens subsequentes já foram recebidas, sem explicação alguma. O sistema não permite abri-lo em segundo plano também, então nada de pausar o jogo e comentar sobre o momento em questão. Tirar dúvidas à la Miiverse? Sonhando.

Um dia, porém; esse ano, se tudo for como planejado, o Miiverse chegará a palma das suas mãos. Comunidades sobre Animal Crossing e Pokémon X & Y viveriam lotadas, e os benefícios não param aí. Com a chegada do aplicativo ao portátil, a tão desejada unificação de contas poderá se tornar real. E assim, encorajará milhares a investir mais no mercado digital que a Nintendo vem crescendo. A PlayStation Network e XBLA são responsáveis por boa parte das vendas de títulos retail, enquanto o eShop, que conta com praticamente todos os lançamentos de qualidade no formato digital disponível, não alcança tal marco. O potencial existe, os números vem aumentando recentemente, mesmo sem o sistema de contas.

O futuro é especulação. Poucas certezas, muitos pedidos, muitos desacreditados. Havia quem não acreditasse no sucessor do DS também. E o futuro está logo aí. A Nintendo não manterá sua tradicional conferência na feira, mas novidades por meio dos seus periódicos Nintendo Direct não faltarão, e entre elas, sua plataforma virtual certamente não será negligenciada. Agora, paciência.

COMENTáRIOS • site
GerusBlade
03/06/2013 às 02:09
Tendo um bom sistema de comunicação por texto/voz (possivelmente seria o Miiverse para o 3DS mas não sei chat por voz) podendo conversar em segundo-plano sem ter que fechar o jogo; uma eShop com jogos clássicos de SNES e GBA; contas unificadas deixando de lado a droga dos friend codes. Acho que tendo isso já esta de bom tamanho. A interface do eShop é bonita e atraente para o portátil mas eu acho que a Nintendo devia organizar um pouco melhor ela, as vezes fica tudo desorganizada mas enfim, ótimo artigo
Arus
03/06/2013 às 00:39
Eu só acho a eshop meio desorganizado
O wii shop era bem melhor nesse sentido. Tínhamos seções bem específicas: aplicativos, wiiware, virtual console. Dentro do Virtual console tínhamos separado cada plataformas
Seria bem melhor se houvesse essa "arrumação" no eshop também, mas adicionando "demos" e "jogos com descontos'. Por que é um saco ter que "adivinhar" que jogos tem demos ou não
Marc
01/06/2013 às 20:50
Bom artigo!
Acho que a eShop uma boa, mas o sistema de contas faz falta.
[OFF] Aliás, Cave Story é bom mesmo? Vi que tem uma versão DSi e outra 3DS e tava pensando em comprar. :P [OFF]
dns
31/05/2013 às 12:14
O que precisa melhorar do eShop:

1) Sistema de contas tanto em caso de perda/roubo quando pra facilitar a transferência para um novo portátil dos saves/jogos
2) Interface mais intuitiva da loja. Putz eu que conheço muito bem a loja sei que é difícil pacas encontrar os jogos com desconto. Imagina quem nunca entrou lá?
3) Mais promoções! São poucas promoções e normalmente só de jogos de eshop. Queria ver mais descontos de jogos de DSi e de VC.

O que tem de bom:

1) Novas IPs. Tudo mundo fica de mimimi que a Nintendo não lança novas IPs. Mas é só entrar no eShop que você encontrar Tokyo Crash Mobs, Sakura Samurai, Ketzal Corridor, Dillon Western, Freakyforms, Kersplosh e Pushmo, todos novas IPs da Nintendo. Inclusive esse último feita pela Inteligent Systems, a mesma de Paper Mario e Fire Emblem.
2) Jogos de VC com saves state. Muito útil em jogos de portátil, onde a jogatina é mais curta e algumas vezes interrompida no meio. Só uma pena os jogos de GBA não terem isso.
3) Preço em reais ser menor do que preço em dólar (pelo menos dos jogos exclusivos de eShop).

Sobre o 3DS em si espero que venha logo uma grande atualização pra colocar o sistema de contas, o Miiverse e um sistema de chat online no estilo do Picto Chat só que sem precisar fechar o jogo/aplicativo que esteja rodando.
daniel neves
31/05/2013 às 11:22
Eu realmente não sei o que reclamam tanto da interface do eshop; Não é a melhor mas já é muito boa.

Funciona bem, Ás vezes dá um trabalho para achar algo que você não lembra mas lista de compras(coisa que PSN não tem), tem fotos e informações de todos os jogos....

Poderia melhorar, mas a melhor melhoria seria sem dúvida contas.


Also, 3D Classics não foi abandonado, Nintendo disse que só faria 10 jogos assim e ela já completou esse número.

foi dito tb que esses jogos 3d dao mto trabalho pq tem de refazer desde o começo
Gvitor
30/05/2013 às 20:47
Valeu

E é, ficaram faltando vários que eu não tinha como colocar ou então ia ficar um negócio ridiculamente extenso (já está extenso agora, haha). Não foi que eu esqueci eles (a análise de HarmoKnight é minha aliás, não tinha como me esquecer dele ), é que como eu disse ali em cima, fiz uma seleção mais... diferente.

Eu até tive essa idéia de linkar as análises, mas pra isso cada jogo na lista teria que ser uma imagem diferente (já que eu não entendo de HTML pra colocar o link em um ponto específico da imagem), e daria um trabalho um bocado maior. Vou tentar fazer isso, mas não prometo nada. Se vocês clicarem nelas, verão que os grupos de jogos são uma imagem só.
Dakini
30/05/2013 às 20:20
Artigo muito bom! Eu realmente me surpreendi positivamente com o eShop, e olha que eu já gostava do WiiWare. Preços em reais também bem acessíveis, e vários jogos que eu considero que "tenho que jogar". Enfim, ponto pra Nintendo. =]

E uma sugestão, Gustavo! Seria legal se os nomes dos jogos que tu cita no artigo (as imagens com o nome de cada um) tivessem um link pra análise do Wii Brasil deles. Claro, só pros que tem, mas já vi vários aí que eu já tinha lido a análise aqui no site antes.

Concordo com o Maske também, faltou HarmoKnight!
Shin
30/05/2013 às 18:47
Comprei demais no sistema; tenho mais 50 jogos comprados pelo eShop e lamentos por duas coisas: conta formalizada (como: Steam, XBLA e PSN) e um convite descente de amigos (código amigo é ruim de doer)!
Maske
30/05/2013 às 12:42
Senti falta de HarmoKnight

Ótimo artigo, BTW
Chris
30/05/2013 às 11:37
Realmente falta um sistema de comunicação mais eficaz pro 3DS, seria muito bom se fosse possivel colocar o PictoChat no 3DS, faria uma diferença absurda, e um sistema de contas também, por que ainda tenho infinito medo se um dia meu 3DS for roubado, como fica meus jogos? Todos choram
ferrers405
30/05/2013 às 10:50
É realmente o Eshop é uma grande evolução no sistema da nintendo, eu mesmo tenho grande parte do jogos 3D classics, DSiWare e Eshop, só o virtual console me mantém afastado pelo preço alto que é cobrado de jogos medianos (td bem vc pagar por Mario Bros, Zelda, Metroid, mas outros...) enfim como dito no artigo é uma ótima opção para quem deseja conteúdo de qualidade a um preço acessível.

Apenas usuários cadastrados podem comentar.

Se deseja realizar seu cadastro, clique aqui.

COMENTáRIOS • facebook
artigos recentes