Carregando
Lembrar? | Esqueci a senhaCadastrar
Lembrar? | Esqueci a senhaCadastrar
artigo 
Impressões da demo de Super Smash Bros. for 3DS
Postado por Equipe Wii U Brasil

Super Smash Bros. vem testando a paciência de milhões de jogadores desde seu anúncio, com as diversas "imagens do dia", que de cinco rapidamente escalaram pra semanas com quase dez; e as diversas participações do jogo em Nintendo Directs. Semana passada, finalmente, diversos membros Platinum do Club Nintendo pelo mundo conseguiram uma demonstração da versão de 3DS, agora acessível para todos pelo eShop. Após esse período de experimentação, alguns membros da equipe decidiram dar uma opinião sobre o jogo, seja pelo lado "party" ou pelo lado competitivo.

Agradecimentos a Lamartine Barbosa por um dos códigos da versão demo.

 



Por Caio Teixeira Brandão

Quando a Nintendo anunciou que o próximo Super Smash Bros. teria duas versões, uma para Wii U e outra para 3DS, acredito que muitos ficaram receosos de como seria a transição da franquia de luta para o portátil. Uma decisão com razões certamente econômicas, já que o portátil é um dos consoles mais vendidos da atual geração (principalmente no Japão). Restava saber se a equipe liderada por Masahiro Sakurai e formada por membros da Nintendo e da Bandai Namco daria conta de cumprir a proposta do título, criando algo ao mesmo tempo acessível e complexo, capaz de agradar ao público novato e veterano da franquia.


Após o anúncio de uma demo da versão de 3DS e a notícia de que ela estaria disponível antecipadamente para os membros Platinum do Club Nintendo, pela primeira vez me senti privilegiado por ser um consumidor assíduo dos produtos da Big N (esclarecendo que não faço parte do programa de Embaixadores). Recebi quatro códigos para download e pude compartilhar com alguns amigos para testarmos o multiplayer, pois era necessário que todos tivéssemos a demo instalada no portátil, indicativo da ausência de download play na versão completa. Após um período de treino e adaptação aos controles, pude desfrutar das poucas opções disponíveis. São apenas um modo de jogo, um estágio e cinco personagens, dentre os quais três são veteranos (Mario, Link e Pikachu) e dois novatos (Megaman e Villager).

A tela do 3DS (mesmo no modelo XL) é um pouco pequena para os combates, o que pode dificultar a identificação dos lutadores em determinadas situações, motivo pelo qual haverá uma opção de contornos pretos na versão final, mas ainda é cedo para dizer se essa opção trará alguma melhora. A velocidade de jogo está dentro do esperado, algo intermediário entre o ritmo lento de Brawl e o frenético de Melee. Não notei travamentos durante os combates, espero que o jogo se mantenha no ritmo constante de 60 quadros por segundo, mesmo com quatro personagens.


Organizar uma partida no multiplayer local é fácil, basta que um dos jogadores crie uma sala e os demais a escolham, e o tempo de espera para início do combate é pequeno se comparado a outros jogos de 3DS. Todos podem escolher o estágio onde ocorrerá a partida, como há apenas um na demo, não foi possível saber se haverá sorteio na versão completa. Quanto aos personagens, os veteranos sofreram poucas alterações e os novatos apresentam um bom moveset, com destaque para a criatividade dos desenvolvedores na inclusão do Villager, que apresenta um variado repertório de ataques, que incluem desde fogos de artifício até plantar uma árvore.

Já foi anunciado que todos os personagens terão oito modelos ou cores, além da possibilidade da customização do moveset, mas nada disso está disponível na demo, que inclui além dos combates, apenas a área de dicas do Vault. As possibilidades de conectividade entre as versões ainda não foram divulgadas, mas já se sabe que será possível utilizar o 3DS como controle, embora eu duvide que alguém vá preferir o portátil, ainda mais com os relatos de que o Circle Pad não tem aguentado muito bem as partidas. Os boatos a respeito da versão de Wii U ainda permanecem (como a possibilidade de desbloquear personagens ao conectar a versão portátil ao console), mas uma coisa é certa, Super Smash Bros. for 3DS é um jogo que se sustenta por si só e servirá de aquecimento para muitos que estão à espera da versão para o Wii U.

 



Por André Silva Brandi

Dadas as características da Demo de Super Smash Bros. for 3DS (apenas cinco personagens, uma única fase e partidas de apenas 2 minutos), seria injusto da minha parte tentar prever a real qualidade da versão final visto que lá encontraremos uma quantidade bem mais expressiva de conteúdo. Por isso, ao jogá-lo, eu (e muita gente) tentei dar atenção a algo mais fácil de ser medido e que gera preocupação entre boa parte dos fãs de Smash. Seu valor competitivo.

Mas o que torna algo competitivo? Para mim e para maioria dos organizadores de eventos de jogos desse tipo, como a Evo, a viabilidade de um jogo de luta é determinada, de maneira simples, por dois fatores. O primeiro é se ele será popular, algo que normalmente depende de quão divertido e recompensador ele é para as pessoas que decidem jogá-lo. O segundo e mais importante fator também procura popularidade e diversão, mas dessa vez durante o ato de assistir outros jogadores competindo.


Super Smash Bros. Brawl, que é um jogo extremamente criticado quando avaliado por esse aspecto, cumpre bem o primeiro quesito. É difícil não se divertir com um controle na mão, mesmo o sistema sendo mais casual e pouco profundo se comparado com seus dois predecessores, em especial Super Smash Bros. Melee. O problema é que, em alto nível, o espectador sofre com embates longos e carregados de opções defensivas que geram poucos momentos empolgantes e memoráveis. Ao jogar a demo para 3DS entre amigos, meu maior medo era o de achá-lo parecido com Brawl. A boa notícia é que ele não é. O novo Smash é seu próprio sistema e tem uma singularidade notável. A má notícia? Pelo menos por enquanto, ele ainda não parece muito agradável de assistir.

Para começar, as Blastzones (áreas onde deve-se arremessar o adversário para que ele morra) estão muito distantes e todos sobrevivem mais tempo, o que talvez sinalize o retorno de partidas longas e maçantes. Algumas das ferramentas de defesa que prejudicam o jogo de Wii foram claramente pioradas, mas o problema é que elas continuam bem superiores a como elas funcionavam em versões mais atraentes de Smash. Mesmo assim, a intenção clara dos desenvolvedores de reduzir sua efetividade, nem que seja um pouco, já é uma coisa boa. Eu não vou discutir velocidade (até porque é um quesito muito relativo), mas personagens com golpes aéreos rápidos e de pouco atraso ao aterrissar, como Pikachu e Mario, parecem bem mais ágeis e muito capazes de cumprir papéis ofensivos. Não espere jogadas agressivas como as de Melee, repletas de combos extremos e movimentação frenética, mas também não ache que veremos os Air Dodges (ato de desviar no ar) e escudos frustrando tanto aqueles que tentarem, como ocorre em Brawl.

Mario, em especial, é um personagem que eu conheço e utilizei bastante em campeonatos de todas as modalidades de Smash. Sua nova versão me lembra muito mais o encanador cheio de combos do GameCube que o atirador de água que inspira pouco respeito no Wii. O F.L.U.D.D ainda está lá e não parece melhor, mas seus Tilts (qualquer direção + A, no chão), arremessos e aéreos, em especial o Up Air e o Down Air (Cima + A e Baixo + A no ar, respectivamente) parecem perfeitos para manter oponentes em pouca porcentagem apanhando. Em compensação, ele ainda sofre para matar e sua recuperação parece pior (Cima + B levemente mais curto e a Capa não o ajuda mais a manter altura), ficando à mercê do novo jeito como as beiradas dos cenários se comportam. É esquisito explicar, mas se antes era muito fácil e seguro e se pendurar na fase, agora parece que você poderá ser punido fortemente se tentar.


Por causa disso, na minha opinião, Villager é o melhor personagem da demo e forte candidato a ser um dos tops do jogo. Seu Cima + B é uma das coisas mais exageradas que eu já vi e permite que ele retorne para o campo de batalha de praticamente qualquer lugar, sem precisar subir pelas beiradas. Ele também possui boa variedade de golpes de longe e de perto e projéteis que somados com sua recuperação, talvez signifiquem que ele possa impedir, fora da fase, seus oponentes de se recuperar sem ter que se arriscar muito no processo. Megaman é um lutador “diferenciado” e Pikachu e Link parecem melhor do que suas versões no Wii, mas tudo que eu disser agora está sujeito a mudança já que o sistema que opera por trás deles mudou de forma significante.

Tendo finalmente jogado, mesmo a versão reduzida, eu posso afirmar com certeza que Super Smash Bros. for 3DS não é o jogo competitivo que todos estavam esperando. Não foi dessa vez que Sakurai escutou os apelos da comunidade e sanou seus maiores medos. Mas isso não quer dizer que o novo Smash não possa se tornar algo que agrade bastante, mesmo que por acidente. É um mundo inédito cheio de regras novas e eu posso dizer que estou oficialmente animado para conhecê-lo.

 



Por Ivan Nikolai Barkow Castilho

Desde o momento que soube que Super Smash Bros. for 3DS seria lançado antes da versão de Wii U, considerei o jogo do portátil como uma demo para o que estava por vir. Portanto, o que tenho em mãos é a "demo da demo". Como o Caio descreveu, o conteúdo é bem pequeno, mas dá um gostinho do que iremos conferir no jogo completo.


Dos cinco personagens disponíveis na demo, posso comentar fortemente de Link. Ele é, sem dúvida, uma das melhores versões desde o Melee. O seu Spin Attack (B+cima) continua ruim como era no Brawl e seu dash attack mudou para pior (está mais lento, mas mais forte). Mas o Dair (baixo+A no ar) ser Meteor foi uma adição interessante. O dano da flecha também diminuiu, mas parece que causa mais impacto no ataque. O bumerangue possui o efeito de vento como no Brawl, e continua sendo um projétil bom, mas parece que o início da animação aumentou. O U-Tilt (cima+A) está forte, assim como o Up-Smash. Mas o mais complicado de Link é o seu Smash Attack: o segundo ataque é forte como sempre foi, mas o primeiro parece que possui um sweetspot agora (pense no Smash de Marth - se não pega na ponta, não é a mesma coisa). Ou seja, se você está colado no oponente, ele pode ter uma porcentagem de dano alta que não vai nem sentir o golpe.

Já com Mario, sempre fui um jogador básico com ele e por isso não posso comentar com precisão. Mas sinto que ele está forte, pois parece estar rápido, considerando a velocidade geral do título. Sobre Pikachu, digo a mesma coisa, e o mais legal dele é que muitas animações foram refeitas para o personagem. Joguei muito pouco com o Villager e serei sincero quanto a isso: não vou com a cara do personagem. Seu Smash normal parece ser forte, porém acertá-lo não será fácil. Por fim, Mega Man: infelizmente, ele será um personagem fraco. Ele tem no máximo 3 ou 4 golpes que são usáveis e o resto é dispensável. É possível que na versão de Wii U, com um controle de GameCube, ele seja um pouco melhor, mas no 3DS é praticamente impossível, pois a primeira coisa que você precisa ter em mente com o personagem é que seus tiros aéreos são melhores que os no chão e, por isso, precisa pular (de forma curta, via short jump) e atirar o tempo todo. No 3DS isso é muito ruim de se fazer. O "Bair" e "Smash" normal, assim como o Rush com cima+B, são outros golpes bons do personagem para serem usados. Mas o resto é de se dar risada, o que é uma pena (não se engane pelas animações dos golpes, as prioridades e forças são fracas).


É inegável que Super Smash Bros. é um título com conteúdo e que agradará praticamente qualquer jogador que busca diversão descompromissada. Mas há uma parcela relativamente grande de jogadores que busca torná-lo competitivo e eu me encontro nela. Melee está aí para provar isso, e Brawl infelizmente falhou nesse aspecto, a ponto de surgir o Project M que é um trabalho impressionante e assunto para um outro dia. Super Smash Bros. for 3DS está nas mãos da Bandai Namco e notícias como o tropeço ter sido removido e todas as arenas oferecerem um layout "Final Destination" nos davam esperanças de que veríamos um novo Smash digno de destronar Melee.

Mas parece que, infelizmente, enquanto Sakurai for o diretor, isso não acontecerá. Pela demo, Super Smash Bros. for 3DS é um jogo lento, com mortes demoradas (em 2 minutos não dá para fazer mais que 2 mortes), desvios infinitos no ar não abrem possibilidade para muitos combos e nenhuma técnica conhecida de Melee está presente. Nem mesmo coisas como dash dance é possível (pelo menos com Link e na demo), ou edge-hogging - coisas que eram possíveis no Brawl. Inclusive esse último é bizarro - o jogador que está indo para a beirada tira o outro de lá. Não existe mais toda a competição de tentar impedir o oponente de agarrar na beirada.

Em outras palavras, Super Smash Bros. for 3DS (e provavelmente o de Wii U) não deverá vingar competitivamente falando. Eu realmente torço para que o jogo evolua e suas próprias técnicas sejam descobertas e que abram possibilidades para treinamento. Eu amo Melee e fui um dos que mais deu chances ao Brawl até dizer chega. Vou fazer o mesmo com este novo, e espero que todos também o façam. Se vermos que nada vai surgir, paciência e vamos torcer para que o próximo Smash não seja dirigido pelo Sakurai. Mas pelo pouco que pude testar nesta demo, tudo indica que estamos indo nessa direção...



As impressões da demo deixaram bastante polêmica no ar, mas não falta muito para que a versão de 3DS seja lançada no ocidente e possamos conferir o produto completo. E você, teve oportunidade de jogar a versão demo? O que achou? Deixe nos comentários e até a próxima!

COMENTáRIOS • site
Mr Wong
22/09/2014 às 18:15
Analisar demo querendo q o jogo fosse completo soou como algo bem tenso, se a demo tem 2 minutos e 5 personagens é pq é uma DEMO!
Razor Ramon
22/09/2014 às 16:14
Super Fog falou bem...


Puta merda. deu vergonha alheia do que eu li...

"Se vermos que nada vai surgir, paciência e vamos torcer para que o próximo Smash não seja dirigido pelo Sakurai. "

Essa frase é a sintese da tosqueira toda que li na analise..

Quem diabos disse ou deu a entender que Smash Bros. é um jogo voltado a competição?

Smash Bros. só tem 1 compromisso, SER DIVERTIDO AO EXTREMO! E pela demo deu pra notar que o jogo está num rítimo mais rápido que Brawl, mas ainda com os seus hitstuns, não tem os impactos fodásticos do 64, mas os golpes te dão a segunda melhor sensação de "smashar" da série. Ou seja, soma-se a isso os itens, que tem adiçoes muito divertidas, os maior e mais variado rost, com presenças ilustríssimas com gameplays fodásticos (megaman)... e temos o que pra mim é o Smash mais divertido desde 64.
Ro.G.er_Silver
22/09/2014 às 16:04
Do pouco que eu joguei a demo me diverti bastante! Sem dúvidas estou ansioso para comprar, mas meu Pokémon Alpha Sapphire será a prioridade para este fim de ano.
Wiivern
22/09/2014 às 13:00
Joguei já muitas vezes no multiplayer local com 4 players. Algumas delas, especialmente quando tem pikachu lançando aquele raio que vem de cima e o pessoal tá usando itens, dá um lag violento. Mas tirando isso, no mais o jogo se mantém muito, muito bom mesmo. Vale 100% a pena. É divertido demais. A mecânica de jogo está muito melhor do que nos smash anteriores e os novos itens são bem divertidos também.
Tux
21/09/2014 às 21:27
Só achei que quando você está jogando com 4 na tela e eles se espalham, os personagens ficam muito pequenos... e em certos momentos fica meio confuso saber o que está acontecendo com tantos combos na tela...

E olha que a minha versão é XL...

Fora isso o jogo está muito bom no 3DS... Que venha a versão do Wii U... essa sim eu vou comprar!
GerusBlade
20/09/2014 às 23:03
Eu curti demais esse Smash de 3DS, achei as mecânicas muito melhor que a do Brawl e o Melee pq estão mais equilibrados, e ainda bem que tiraram o edge hogging, achei mais interessante assim pois dá pra arriscar uns Meteor Smash (como o Mago Vaati disse) e se pega é morte na certa. Eu sempre usei o Mario e percebi que ele está bem mais forte que nos anteriores, já fiz vários combos com ele e finalizo na maioria das vezes com o Meteor Smash dele. E mais uma coisa, apesar do FLUDD ter sido inútil no Brawl, neste jogo ele não é tão inútil assim, visto que tiraram o edge hogging, então, você tem duas alternativas: ou ataca o adversário pra manda-lo mais longe ou empurre adversário para não se segurar na beirada com o FLUDD e cair.

O jogo flui muito bem, não é lento igual o Brawl, mas não é frenético igual o Melee (que particularmente eu não gosto muito), acho que fizeram a coisa certa em "fundirem" Melee e Brawl e colocarem algumas mecânicas novas. Está bem agradável assistir as lutas que tem no YouTube de torneios como esta luta entre Zero Suit Samus (que está SUPER apelona ) e o Ness: https://www.youtube.com/watch?v=Tdj-0viZ9-0&list=PLFXOgPi6_N5QGmgr2kUW3Uj2EDsfhvfhY&index=2
Mago Vaati
20/09/2014 às 19:15
Eu gostei do fim do edge hogging, era algo que me irritava um pouco nos outro jogos, e assim até dá pra arriscar melhor uns meteor smashes sem que um terceiro tente te ferrar se segurando na beirada.
Pedro Magalhães da S
20/09/2014 às 18:51
Só espero que tenha uma atualização em que vc possa jogar com o d-pad! De resto, o jogo está maravilhoso.
NicMDS
20/09/2014 às 18:37
Acho que não faz sentido isso que estão falando de ser demo/aperitivo pra versão de WiiU.

A versão para 3DS é Smash PORTÁTIL, e a versão para WiiU é SMASH BROS de mesa, como sempre foi.

Não é uma demo, é uma versão nova do jogo para um console portátil. É um Smash Bros que você pode jogar em filas de banco, no trêm indo pra faculdade, na faculdade com a galera da sala que tiver 3DS também.

É um Smash Portátil, e eu entro junto com o Fog; SEMPRE sonhei com isso. Bater nas CPUs é um dos meus passa-tempo favoritos, e poder fazer isso em qualquer lugar vai ser muito melhor do que jogar games como Mario Kart 7. Sempre achei o conceito do Smash perfeito pra handheld.

E, os controles não indicam nada; Se quer jogar Smash Bros num console portátil vai ter que jogar nos controles do console portátil, oras. Isso não é motivo pra fazer ele uma demo do outro ou até mesmo pior que o outro, e ambos nem devem ser comparados pois possuem propostas diferentes; Um é um jogo para console portátil e outro é um jogo para console de mesa, simples assim.

Ninguém sai por aí chamando Mario Kart 7 de demo do Mario Kart 8 ou Aperitivo ou até mesmo achando que o jogo é indispensável pois agora existe Mario Kart 8. É um Mario Kart portátil, assim como agora finalmente temos nosso Smash Bros Portátil porra! Que mané demo, não é por que os jogos estão saindo em prazos próximos que um é demo do outro/aperitivo do outro, pelo amor de deus, isso é ridículo. Devíamos estar pulando de alegria, isso foi meu sonho durante a época do DS, cansei de baixar aqueles homebrews toscos Smash Bros Clash só pra sentir um gostinho. E não ficar comparando como ele é pior em relação à versão de console de mesa por causa dos controles/gráficos.
Jomon
20/09/2014 às 12:38
@Super FOG O conteúdo é diferente, mas acho que a proposta não é tanto não, no final ambos servem para jogar Smash Bros. Os modos a mais (de ambos, porque não sabemos nada do Wii U, como o WTF Ivysaur falou) são legais mas nunca são o modo principal. Esse lugar é do multiplayer vs. e nesse quesito o do Wii U vai continuar sendo melhor para jogar pelos "n" motivos já citados...

E digo "demo" pelo sentido da versão de 3DS ser um "aperitivo" para a versão de Wii U, não por ser um jogo incompleto ou sem conteúdo.
WTF Ivysaur
20/09/2014 às 12:22
"O que a versão de WiiU tem de TÃO diferente da versão de 3DS?"

- Tela maior e gráficos muito melhores
- Melhor controle (sei que não é culpa do jogo, mas fazer o que se é melhor?)
- MUITO Mais fases (como você mesmo sugeriu)
- Provavelmente um online melhor (falam que no 3DS não está 100% com 4 pessoas)
- Muito mais tranquilo de jogar com 4 amigos (apenas um console e um jogo necessário)

E olha que a gente não sabe NADA das features da versão de WiiU ainda.

Sim, os dois jogos são bons por si só, e comparar é meio chato. Vou comprar a versão do 3DS dia 3 e devo jogar por anos (também exagero chamar-la de uma demo). Mas não tem como discutir, a versão do WiiU é a definitiva, principalmente para aqueles que vão jogar sério.
Super FOG
20/09/2014 às 12:20
Ainda assim, chamar de demo é incrivelmente impreciso, porque os dois jogos são bem diferentes um do outro, não só em conteúdo mas em proposta também.

E se querem saber, há bem mais chances de o Smash 3DS ter um cenário mais amplo que a versão de Wii U por conta da base instalada.
Hector Bonilhas
20/09/2014 às 11:48
Tsk, demo da demo (2)
Jomon
20/09/2014 às 10:19
Eu também sinto o Smash 3DS como uma demo do Smash de Wii U. Muito provavelmente eu vou jogar mais o do 3DS por causa dos eventos que rolam por aí, mas ainda considero uma demo de Wii U.

Ele é um jogo completo? É (apesar de sentir falta de um adventure/subspace da vida). Independente do Wii U? Claro. Mas mesmo assim não vejo como uma experiência de um Smash em sua totalidade. Poder jogar com um controle no Smash e em uma tela maior é algo indispensável. Ele foi bem transportado para o 3DS mas ainda assim fica aquém do que vai ser a versão de Wii U em questão de gráficos, jogabilidade e conforto. Vai ser no esquema "vou jogar a versão do 3DS... Opa! A TV ta livre? Vamos jogar do Wii U então".

Entendam, não é um jogo ruim, mas é de se esperar que a versão de Wii U seja mais completa.
A.L Freire
20/09/2014 às 08:13
Pra mim eles fizeram de propósito para manter os 60hz fixos, mas no wiiU, acredito que será mais próximo do melee sendo que é possível que exista uma opção de controle de velocidade. OBS: Ainda não joguei a demo do portátil, é só um palpite. .
Limão
20/09/2014 às 05:56
Hoje rolou um torneio pelo TourneyLocator e teve muita coisa boa.
Pra quem tá interessado na cena competitiva que o jogo tá criando (e pra quem tem tempo):

http://www.twitch.tv/tourneylocator/b/570259722

Eles foram 3 stocks e acho que 8 minutos por partida e o ritmo foi bem legal.
Se o torneio teve algo negativo, foi o Villager, já que ninguém sabe muito bem como lidar com o personagem ainda. O Pwing ficou botando a árvore no canto do cenário e jogando Gyroid lá de trás, esperando acabar o tempo da partida. Foi um saco.
De resto, demais. Little Mac incrível com um puta jogaço no chão, mas qualquer personagem que bota ele no ar já o destrói. Sheik fez isso muito bem,
Teve até um tal homem mistério chamado "Iggy" que fez ÓTIMOS jogos com a Rosalina e o Mega Man.

Tudo muito novo e evoluindo ainda, mas o jogo é viável competitivamente sim, vai ter uma cena muito mais saudável que a de Brawl e, quem sabe, pode até destronar Melee, cuja comunidade já está mostrando um pouco a idade.

Meu otimismo tá lá no alto em todos os sentidos. Em questão de roster, conteúdo, seleção de músicas e na viabilidade do modo online (que dessa vez funciona) e ainda tem mais essa possibilidade de ser um jogo competitivo.
10/10
Ledig
20/09/2014 às 02:36
Eu ia comentar aqui, mas SuperFOG ja me poupou, concordo em 101%Do que ele disse.

A coisa que mais vejo é gente comparando até a morte este jogo com o Melee, eu quero é que vão a merda (apenas maneira de falar, sem ofensas ), parem de comparar, e pelo amor de deus, PAREM DE DIZER QUE ESTE JOGO É COMO UMA DEMO DA VERSÃO DE WIIU, essa é a coisa mais idiota possível, os dois jogos são tão completos quanto, cada um com suas particularidades (Smash Run que o diga, Streetsmash também), está rodando a ótimos lisos 60fps sem quedas, e com um efeito 3D excelente!

O que a versão de WiiU tem de TÃO diferente da versão de 3DS? Uma tela maior e opções de controle? SÓ, no geral, o jogo é o mesmo.

Sério, não aguento mais gente negligenciando a versão de 3DS, principalmente os que reclamam dos controles ruins, como se isso fosse culpa do jogo.

Tsk, demo da demo
Super FOG
19/09/2014 às 23:03
Eu achei as impressões da galera aqui bem torpes comparadas aos do que já jogam o jogo japonês. Em resumo, estão achando o jogo sim viável competitivamente.

Um dos meus piores pesadelos é ver os novos Smash Bros. sofrerem a mesma rejeição que Brawl sofreu por culpa de um bando de frescurentos que acham que Smash Bros. só será competitivo de verdade quando for um Melee 2, isso nunca vai acontecer, aceitem isso.

Com todo o respeito, mas a análise do Soul Zonik foi a que eu menos gostei, parecia que você estava tentando jogar Brawl ao invés de Smash 3DS, sua mentalidade parecia presa ao jogo anterior e você não tirava da cabeça os problemas que ele teve e que levaram à sua rejeição no meio competitivo, aliás, é por isso que a opinião dos jogadores de fora (mais especificamente, da Clash Tournaments, que já tá fazendo campeonatos) é diferente e estão vendo com bons olhos esse jogo, eles simplesmente não estão jogando Brawl 2 e nem murrinhando internamente por um Melee 2, eles estão jogando Super Smash Bros. for Nintendo 3DS, outro jogo, sabe?

E a despeito de eu reclamar da rejeição de Brawl, eu até consigo entender porque acabou acontecendo, o jogo ficou cansativo de ser assistido porque a direção defensiva combinada com o jogo mais lento realmente avacalharam, e por mais que eu odeie admitir, Project M salvou a visibilidade competitiva de Smash Bros. O que me leva à falar de outro ponto: Velocidade! O jogo tá incomparavelmente mais rápido que Brawl, até jogadores casuais que testaram os jogos em eventos nos EUA conseguiram sentir isso.

É difícil verem coisas boas nesse novo jogo enquanto estiverem com Melee e Brawl (e Smash 64) na cabeça. O Soul Zonik disse que considera Smash 3DS uma demo do Smash U, eu por outro lado considero o Smash Bros. portátil com que eu sonhava desde o GBA, obviamente que eu o joguei imaginando ser algo completamente novo e nunca lançado antes (o que Smash 3DS à grosso modo é, de verdade), e consegui me divertir bastante, especialmente aproveitando-a como se espera que um jogo portátil seja aproveitado. Eu jogo toda manhã assim que eu acordo, pego o 3DS do lado da cama e boto o jogo, eu entro na van pro trabalho, tiro o 3DS do bolso e jogo até chegar no trabalho, jogo no meu horário de almoço, jogo antes de dormir... Um Smash Bros. portátil é uma idéia infalível demais para ser chamada de "demo", prova do quanto deu certo é o fato de só no Japão o jogo vender 1 milhão de cópias em 3 dias! As pessoas queriam isso, eu já previa um sucesso à este nível porque a demanda por um Smash portátil existia há muito tempo.
Limão
19/09/2014 às 20:27
Achei exagero a reação do SOul, mas compreensível já que esse Smash está bem diferente dos outros em termos de funcionalidade.

As "blast zones" ficam bem mais distantes agora, e somando o fato de que o knockback está ainda menor em porcentagens altas, tem como você retornar de algo que, em outros Smashes, seria uma morte certa.
Isso não significa necessariamente que o jogo está mais lento. Analisando de forma crua a velocidade do jogo, tanto no chão quanto no ar as coisas estão mais rápidas que em Brawl (especialmente o fast falling). O ritmo das partidas sim, mudou, mas acredito que seja mais por não estarmos acostumados.
Agora que existe a nova mecânica de não poder "guardar a borda" do cenário, vai ser necessário não apenas mandar o oponente pra longe mas pular pra fora e continuar mantendo ele longe. Off-stage play vai ser muito maior agora, e também muito mais difícil porque os air dodge são bem fáceis e rápidos de se fazer, mas só punem mesmo com um pouco mais de landing lag. Vai ter muito mais jogos mentais no ar pra tentar acertar as pessoas mesmo apesar desses dodges e o meta provavelmente vai se construir em quem tiver bons movimentos pra usar fora do cenário (Little Mac chora).

No fim das contas, acaba sendo possível voltar muitas vezes pro cenário e fica difícil tirar efetivamente uma vida do inimigo, mas com o tempo vamos aprendendo. Link, Mario e Mega Man têm ótimas opções no ar, inclusive para meteors que são a forma mais rápida de tirar um stock. Pô, depois do Rush Coil do Mega Man dá até pra atacar!

É um novo Smash, e é diferente de todos os outros. Está numa velocidade ideal (na minha opinião), traz um novo ritmo que vai ser muito interessante de se aprender e possui mais variedade que os outros em termos de personagens.
A demo que estão lançando agora é muito melhor que o build da E3 e está sendo recebida tanto pela comunidade casual quanto pela hardcore. A galera que está jogando e testando está muito satisfeita com o que viu, já rolou até torneio pelo Clash Tournaments e foi muuuito bom.

https://www.youtube.com/watch?v=VkGk5S3nIas&list=UU5WNBHwgluAwWJE5QV-5_TA

Essa foi a mais legal até agora, começando aos 3:50.
Algumas coisas mais avançadas já estão sendo descobertas. Tem esse tal de "vectoring" que funciona como o DI e permite que você se redirecione enquanto leva porrada e é arremessado, mas também permite que você tanto adicione quanto retire knockback. Ou seja, se você segura o direcional pra direção contrário em que foi arremessado, a distância que você vai diminui; se você deixa o analógico pra frente, pod ser arremessado mais longe, algo que pode impactar os combos por permitir que você escape. Parece que vai alterar mais os combos mid %Dmas vamos ter que ver isso aí, ainda é muito novo e está sendo estudado.
Descobriram também esse tal "rage effect" que faz com que o knockback que você gera seja maior quanto mais sua porcentagem for.

https://www.youtube.com/watch?v=iZPxLLaL4N8&list=UU5WNBHwgluAwWJE5QV-5_TA

Uma nova cena competitiva vai se formar e vai ser super interessante.
Espero que dessa vez os puristas de Melee consigam se adaptar, porque o jogo tá demais.

EDIT: Tudo isso aí que o NicMDS falou, rs.
WTF Ivysaur
19/09/2014 às 19:38
"Não existe mais toda a competição de tentar impedir o oponente de agarrar na beirada."

Talvez se bater nele antes de se agarrar, podemos ter algum resultado...


Soul Zonik
19/09/2014 às 17:53
Eu esqueci de comentar duas coisas:

- Não tive problemas com os Smashes. Achei que ia ser bem mais complicado, considerando por exemplo a corrida de Pit em Kid Icarus: Uprising.
- Sofri um mindfuck desgraçado com os comandos da demo pq eu gosto de pular com o X no controle de Cube, então o ideal para mim seria:

Botões do 3DS / Botões do GC
Y = B
B = A
A = X

Mas isso será possível customizar provavelmente no jogo completo, então não mencionei como ponto negativo. Mas deviam ter deixado customizar na demo, isso sim. O menu de opções ter apenas Tips foi bem dispensável.
Douglas Natsu Dragne
19/09/2014 às 17:37
Eu já testei a demo, muito antes do seu lançamento oficial. Vamos por pontos positivos e negativos.

Pontos Positivos : A OST, do jogo está simplesmente excelente conseguiram fazer melhor do que a de Brawl. É de se perceber que não está mais fácil de fazer K.O. deixando o jogo mais atraente e difícil de enjoar quando na maioria do tempo, você joga sozinho. Com isso pode melhorar com esse novo estilo. Sakurai deixou o jogo menos competitivo, por que esta dando mais valor a jogadores ou jogadoras iniciantes, como ele mesmo havia citado no desenvolvimento do game. Assim tentando agradar qualquer tipo de jogador. E me adaptei fácil com todos os personagens, no começo é difícil de usar o Mega Man, mais com a prática, ele se torna fácil de controlar.

Pontos Negativos : O jogo está menos competitivo do que Brawl, tem esquivas infinitas, impossível de vencer o seu adversário em pouco tempo, mesmo sendo o CPU. Muitos veteranos vão reclamar, eu mesmo queria que o jogo tivesse algum elemento do Melee em jogabilidade. E o analógico do 3DS, não está agradando, não está me dando problemas na jogabilidade me adaptei rápido, com isso o que incomoda mesmo é que vem na minha mente que seria mais fácil, com o controle por ser o de costume para jogo deste porte.

São bem pouco os pontos negativos, o jogo está excelente, não tem muito o que reclamar, eu com certeza irei comprar as 2 versões. Como o nosso redator Thales afirma Smash Bros, tem que celebrar a história da Nintendo. Tendo isso já estou satisfeito também.

Para mim, Super Smash Bros, vem melhorando em cada título novo, por que se fosse um jogo para jogadores Hardcores, Sakurai mesmo disse que não teria feito esse projeto, o que ele quer nos passar é a diversão ou emoção que o jogo traz nas partidas com amigos ou amigas. E mesmo aqueles que nunca jogaram iram se aperfeiçoar rápido com o jogo. Com outras palavras Sakurai sempre vem nós surpreendendo.
Joma
19/09/2014 às 16:53
Nenhum jogo é 100% competitivo, até esses no-life de competição, que buscam jogadas incríveis em um curto espaço de tempo, encontrarem esse tipo de coisa. O tal edge hogging só veio depois de muuuuuito tempo de Melee. Como alguns disseram em comentarios, virão sim novas estratégias dos veteranos em Smash Melee, personagens como Greninja vieram para dar mais opções para o core de personagens para torneios, ainda é possível fazerem patches com modificações e re-balanceamentos necessários para o cenário competitivo.

E também, ficou divertido como deve ser para se jogar no multiplayer. O que não gostei do Brawl, além dele ser bem lerdo em relação aos outros 2, ele dava MUITA vantagem a atacantes de longa distância, e a spammers de Special Attacks(B). Eu ficava irado como um cara conseguia me dar KO com um B attack que normalmente não me lançaria tão longe. E os Links e Metaknights ficavam usando só o B pra lutar, não tinha aquela troca de golpes como era antes, quando o B era mais usado pra dar dano, e o Smash atack usado pra dar KO.
Ainda percebi que o Final Smash não ficou tão forte, sendo raros os que matam com facilidade, e ainda melhoraram o controle do Pikachu durante o Final Smash(espero que façam o mesmo com o Sonic).

Enfim, comprarei e jogarei as 2 versões, até a exaustão, assim como faço com Mario Kart 8.
vatto
19/09/2014 às 16:43
Para quem está preocupado com combos, assista alguns vídeos dos torneios que já ocorreram no japão. Tem alguns em inglês no canal Clash Tournaments. O jogo está rapido. Muito rápido. Eu ainda não consigo fazer nenhum combo, mas já vi que é possível.
Eu sou novato nessas mecânicas mais complexas (joguei Brawl casualmente), mas vi gente dizendo que agora só a primeira borda que te deixa invulnerável. Já matei alguns personagens segurando na borda.

Essa aqui é uma das listas de vídeos dos torneios com a versão japonesa nos EUA.
https://www.youtube.com/watch?v=cq2fkkQnVGI&index=15&list=PLlIHVxA7UoL0ti2XUKgfbhKq20sfvaNPG
Maltazar
19/09/2014 às 16:15
Muito bom a Demo, claramente consegue se ver que é um jogo muito mais equilibrado e mais competitivo do que Brawl (Não me levem a mal, eu adoro Brawl) mas menos competitivo do que Melee.

Com certeza irei comprar a versão completa. O que o Sakurai fez com essa versão é incrível! Logo de cara você já nota a qualidade desse jogo, é muito alta!

Dos 5 personagens disponíveis na demo, eu acho que o Mega Man é o mais difícil de pegar o jeito. Já o Villager, eu logo na primeira rodada já sai derrubando geral, foi amor a primeira vista!
NicMDS
19/09/2014 às 16:06
Precisam parar de tentar jogar esse Smash Bros., como qualquer outro game da série. As BlastZones estão mais longe, e isso é meio ruim sim por um lado, mas por outro é interessante, pois o meta sofre algumas alterações. Não é tão fácil matar de dentro do estágio, mas você terá de matar por fora caso queira vencer.

O Off-Stage Game agora tem muito mais incentivo. O lutador que jogar o outro pra fora da arena, se quiser vencer, irá precisar caçá-lo para garantir a morte. Um Neutral Air que você dá no cara que foi jogado pra fora da fase já praticamente anula todas as suas chances de retorno, por exemplo (menos o fdp do Villager). Assim, eu não vi dificuldade nenhuma em matar 3, 4 vezes o adversário dentro dos 2 minutos da demo. E ouvi dizer que já estão descobrindo algumas técnicas interessantes para a nova Edge, como o tal do "Vexing", algo com o ato de ter a edge roubada e logo em seguida descer um Spike no cara que a roubou.

Outras coisas mudaram, como por exemplo o DI de antes agora nomearam como Vectoring, e a recente mecânica de jogo descoberta também que nomearam como Rage Effect (Quanto maior sua % de dano sofrido, maior o Knockback dos seus golpes). Vamos ver até onde vai o game, o que descobrem de interessante dele. Dependendo, podemos sim ter um novo Smash na EVO no futuro (falando da versão de WiiU).
Jomon
19/09/2014 às 15:31
Troquei pro meu 3DS antigo para jogar o Smash Bros e rasguei meu Circle Pad enquanto jogava hoje Bem, agora me sinto mais livre para jogar pelo menos, não fico me segurando tanto.

O jogo ta bem num misto entre Melee e Brawl em questão de gravidade mesmo, também duvido que vá virar um Melee 2.0 em torneios porque os "jogadores de Melee" gostam do Melee e ponto. Mas eu estou gostando bastante do que joguei na demo até agora, esse esquema de tirar a pessoa da edge acho que vai servir para estratégias de luta ainda, já vi um vídeo que uma cara expulsou outro da edge para dar um meteor smash em seguida. Então é menos seguro que o edge-hog mas ainda tem lá suas vantagens.
NeoZero
19/09/2014 às 15:11
A demo do jogo está incrível, jogar Smash no 3DS ficou muito bem adaptado, dentro dos limites do portátil. É difícil não se impressionar com a qualidade.

Porém, como tudo não são flores... Acho que o grande problema com o SSB 3DS vai ser os controles;
- Smash exige muita agilidade nos dedos
- Execução dos Smash (tilt + A)
- Muitos movimentos bruscos

Não me espanta ver casos de Circle Pad quebrando e não acho que só quem joga no competitivo terá esse problema.
Beto FdP
19/09/2014 às 15:01
Realmente o jogo não tá dos mais fáceis de se empilhar KOs, demorei um bom tempo pra conseguir fazer 3 KOs na final form com 1 oponente Lv9. Mas eu achei que o jogo tem sim bons ofensivos, me pareceu que a influência do dano sobe muito rápido depois dos 60%, só que ainda é um pouco demorado pra chegar nesse ponto.

Mas, pra mim, salve salve a ausência de pinduricalhos de borda. Adoro ficar na tensão de manter o adversário do lado de fora da arena só com as habilidades do meu personagem.

Mega Man só vai dar pra jogar com o segundo direcional, porque a única coisa dele que presta é o Charged Buster e os aéreos - fazer star KO é mole com aquele furacão -.

O mais técnico dos 5 é, sem dúvida, o Villager. Mas não se enganem, é muito fácil ganhar dele com o Mario, assim como é impossível ganhar dele com o Mega Man. E dá pra estourar os balões do Villager fazendo ele entrar em queda livre, esse "golpe" não é tão perfeito assim.
Thales
19/09/2014 às 15:00
Assim, a minha posição sobre esse negócio todo do competitivo é: eu não entendo, mas por vezes me incomoda bastante. Eu tenho certeza que esse não é o pensamento da comunidade competitiva, mas por vezes alguns pontos são tão martelados que fica parecendo que o jogo é uma porcaria. Brawl é um jogo sensacional, mas ficou estigmatizado só por não ter vingado competitivamente, o que me parece injusto.

Da minha parte, independentemente de ser competitivo ou não, eu acredito que Smash deve ser, acima de tudo, uma celebração da história da Nintendo. Então, desde que seja um jogo bem polido e tenha tanto dessa história quanto possível, eu fico satisfeito.
ito
19/09/2014 às 13:56
Tive as mesmas impressões que o Soul Zonik, o jogo esta um pouco mais rápido que no Brawl, mas mesmo assim continua com um ritmo lento, sem possibilidades para combar e terem acabado com edge-hogging achei o maior erro, partidas que já eram longas podem se tornar mais longas ainda.

Comprarei ambas as versões e jogarei muito, assim como fiz com Brawl, mas infelizmente Smash 4 não destronará Melee competitivamente falando.
Katsuriro
19/09/2014 às 13:53
As pessoas falam tanto de Melee e Brawl, mas se esquecem que o jogo começou no 64, com o intuíto de ser uma brincadeira com os personagens da Nintendo.
Valle
19/09/2014 às 13:06
P*** QUE ME PARIU JÁ LIBERARAM A DEMO?


"Agradecimentos a Lamartine Barbosa por um dos códigos da versão demo. "


MAS QUE C********

EDIT: SIM, SAIU!!!!

Al-Rashid
19/09/2014 às 12:34
O 3DS deve ter bem mais vendagens q o do Wii U Nunca fui muito interessado em assistir a SMash só a jogar mesmo e também nunca achei que ele fosse adequado para competições, já q é desbalanceado por natureza, mesmo assim, o game é o único representante de alto nível do seu gênero ( claro que abaixo do insuperável PSABR com seus personagens hiper-carismaticos e mecanica inovadora ) . O que realmente vai contar pra mim é se o on-line vai ser funcional e se teremos conteúdo de qualidade. Pequenos detalhes mais voltados pra quem pensa em competição nem vou ligar, pq afinal Smash pra mim é Mario Party de luta, ou seja, diversão de qualidade pra multijogadores.

Apenas usuários cadastrados podem comentar.

Se deseja realizar seu cadastro, clique aqui.

COMENTáRIOS • facebook
artigos recentes