Carregando
Lembrar? | Esqueci a senhaCadastrar
Lembrar? | Esqueci a senhaCadastrar
artigo 
Sociologia gamer #3: Os Pokémon tem cultura?
Postado por Aurélio Galdino

E cá estamos em nossa terceira edição do Sociologia gamer. E caramba! Fiquei feliz com a recepção do anterior. Pessoas que conheceram o conceito de mana e queriam mais coisa naquele molde, pessoas que indicaram filme (sim, foi o Crazy Fucking Duck do site), pessoas que queriam reler para absorver melhor os conceitos. Uau! Isso é simplesmente espetacular! Enfim... 

Mas e os Pokémon, tem cultura?

Responder essa questão não é das tarefas mais simples, cultura, além de ser um dos conceitos mais importantes para as ciências sociais (se não o mais importante) é envolto por uma grande dificuldade semântica. Quer dizer, é uma palavra que possui vários significados distintos na nossa linguagem e que geralmente, quando utilizada, acaba por soar quase sempre ambígua.

Quando falamos de cultura, podemos estar falando de educação, conhecimento, costume, tradição, podemos estar falando do ato de cultivar algo (agrocultura, piscicultura e etc...), podemos estar falando das mais diversas expressões artísticas, podemos estar falando de uma expressão de um grupo, mas também podemos falar de uma maneira mais universalista do sentido de cultura.



Cultura, conforme o sociólogo brasileiro, José Luiz dos Santos é:

"(...) uma construção histórica, seja como concepção, seja como dimensão do processo social. Ou seja, a cultura não é "algo natural". Ao contrário, a cultura é um produto coletivo da vida humana." 

Em outras palavras, podemos dizer que cultura é tudo o que não é natural, ou seja, não é algo que encontramos na natureza, é exatamente o oposto. Por outro lado, a cultura também não é algo que possuimos como indivíduos, mas compartilhamos enquanto um coletivo. É uma dimensão do pensamento onde se guardam as maneiras de sentir, pensar e agir de uma sociedade.

Guardem essa palavra "maneira", ela é muito importante para compreensão desse texto. Comer é algo natural para todas as espécies, mas, a maneira como comemos enquanto seres humanos não foi concebida de forma natural, biológica, ou seja, não nascemos sabendo usar garfo e faca, ou que em nossa cultura é feio arrotar à mesa, e nem sequer sabemos o porquê usamos uma mesa. 

Em 1775, seguindo os passos de Turgot e Locke, Jean Jacques Rousseau propôs que seria possível fazer com que macacos superiores (chimpanzé, gorila e o orangotango)  poderiam se tornar humanos. Não nas questões físicas, mas intelectualmente, fazendo-os assistir aulas, como nós seres humanos. Rousseau, claro, no século XVIII, estava lançando uma discussão que até hoje é recorrente. Os chimpanzés tem cultura?

Para a biologia fica claro que os chimpanzés tem cultura uma vez que eles aprendem a manipular gravetos para retirar formigas e comê-las mais facilmente, possuem um nível de raciocínio invejável no mundo animal. Porém a antropologia nega e diz que há uma grande diferença entre nós e eles. É claro que eles podem atingir um ou outro critério técnico de cultura, mas na questão da linguagem, da relação simbólica que temos com as coisas, a formação de tradições, custumes, conceitos, o abismo entre as espécies é grande. Para nós, uma garrafa não é só uma garrafa, há todo um conceito por detrás de uma garrafa, não precisamos olhar para a garrafa para saber o que é uma garrafa, a sensação de tocá-la, seus diferentes usos, a nossa mente nos desenha uma se pensarmos em uma.

Os Pokémon, diferentemente dos chimpanzés possuem todos os critérios que classificariam eles como seres culturais. Eles possuem (entre eles claro), uma linguagem articulada, com possibilidade, inclusive (entre os Pokémon mais inteligentes) de aprender a linguagem humana, além de claro, entender perfeitamente todas as frases proferidas por seus treinadores. Eles não são criaturas condicionadas a realizar determinadas ações, elas possuem pleno conhecimento dos significados dos símbolos em sua volta. Eles se adaptam bem aos mais variados estilos de vida e, de fato, adotam esses estilos de vida.

Resposta: Sim, os Pokémon possuem todos os critérios da sociologia e são detentores de cultura assim como nós humanos!

Gostaram? Te liga nessas fontes: 

https://ayrtonbecalle.files.wordpress.com/2014/03/o-que-c3a9-cultura-jose-luiz-dos-santos.pdf

https://edisciplinas.usp.br/mod/resource/view.php?id=41050 (download de livro)

Não deixem de comentar logo abaixo!

 

COMENTáRIOS • site
FelipeRoots
06/08/2017 às 22:53
Ótima abordagem, assim como todos, sigo aguardando a parte dois.
PArece que você foi pego escrevendo o texto no meio do trampo kkkkkk. Parabéns pela dedicação ao site, enfim, ele esta voltando a ter "cultura".
Grato!
Wiivolution
05/08/2017 às 05:16
A ideia foi bem bacana, mas de fato esperava mais detalhes e observações sobre os Pokémon.

Eu entendi e gostei da explicação que foi dada incialmente a respeito do que é cultura, mas achei que era apenas a introdução de uma longa análise sobre a cultura dos Pokémon..e aí quando finalmente chegou no assunto principal..acabou. Foi um tanto frustrante perceber que a introdução não era introdução e que o assunto principal foi apenas uma rápida conclusão de tudo. Entendo que vc tinha planos de fazer algo mais bem elaborado, mas não conseguiu por causa do trabalho e tal.. então nesse caso seria legal preparar uma parte 2 focada mais nos Pokémon, que tal?

Mas de qualquer forma, parabéns pela sua dedicação ao site. É admirável ver que mesmo com toda a correria do dia a dia vc ainda reserva seu tempo pra nós aqui. Seria legal se tivéssemos mais colunas como essa aqui abordando diferentes assuntos.
R_Chaos
03/08/2017 às 00:39
Importante lembrar que os Pokémon são representados praticamente como humanos nos subfilmes da série, como: As Férias de Pikachu. Neles fica claro como os Pokémon se organizam de forma muito complexa.

Ótima abordagem o/
Lelo Galdino
02/08/2017 às 19:37
Gente, desculpa... Eu tinha um plano bem mais elaborado para esse texto, mas retorno das férias, aulas pra planejar e mudança da administração na escola onde dou aula acabaram com minhas férias. Eu vou abordar mais sobre esse assunto na coluna. Cultura tem muito pano pra manga!
Rafafu
02/08/2017 às 18:57
Curti a ideia do texto! Achei, porém, que poderiam ter esmiuçado um pouco mais a idéia central do texto - Pokémon. Ficou tudo muito "papow" ali na conclusão

Apenas usuários cadastrados podem comentar.

Se deseja realizar seu cadastro, clique aqui.

COMENTáRIOS • facebook
artigos recentes