Carregando
Lembrar? | Esqueci a senhaCadastrar
Lembrar? | Esqueci a senhaCadastrar
artigo 
A nova odisseia de Mario
Postado por João Victor de Araujo

Mario não é o rosto mais conhecido dos videogames à toa. A cada novo console de mesa lançado, a Nintendo sempre soube apresentar o personagem em jogos carismáticos que simplesmente abrilhantam a lista de games do console e marcaram época. Da base dos jogos plataformas 3D em Super Mario 64 ao uso criativo do F.L.U.D.D. em Sunshine e a gigantesca jornada espacial nos dois Galaxy, a empresa nipônica sempre soube reinventar a sua maior franquia sem fazer com que ela perdesse a sua essência, e até mesmo o apagadinho 3D World soube mostrar um uso criativo que misturava a mecânica dos jogos 2D da série em um mundo 3D. E, agora, ela está prestes a mostrar o novo futuro do encanador bigodudo.

Marcado para sair no próximo dia 27, Super Mario Odyssey é o grande jogo que a Nintendo preparou para consolidar o sucesso do seu novo console híbrido, o Switch, após uma leva inicial de títulos como The Legend of Zelda: Breath of the Wild, Splatoon 2, Arms e Mario Kart 8 Deluxe.

 Como história nunca foi o ponto forte dos jogos plataformas da franquia, a trama reúne Mario a um fantasmagórico chapéu chamado Cappy para resgatar a Princesa Peach, sequestrada por Bowser para um casamento forçado, e a irmã de Cappy, Tiara. A história simples serve como justificativa para a inclusão do grande elemento de gameplay deste jogo: a possessão de praticamente tudo no jogo a partir do chapéu.

Ao lançar Cappy em diferentes inimigos e objetos do cenário, Mario consegue assumir as suas diferentes formas, alterando significativamente o gameplay. De tiranossauros a pequenos Goombas, de Bullet Bills a bolhas de lava, o personagem se transforma e, junto a isso, muda toda a dinâmica do jogo, trazendo uma variedade sem precedentes para a franquia, talvez até maior do que as centenas de planetas de Galaxy.

Dessa vez, a desenvolvedora resolveu retornar às origens dos games 3D da franquia e focar na exploração, ao invés da plataforma, o que colocará o encanador em diferentes cenários para coletar Power Moons. Lado a lado desses elementos clássicos, novidades como a primeira trilha cantada, a ausência de power ups famosos, a primeira cidade “real” e até a compra de blusinhas, digo, roupas e vestimentas para o Mario.

E talvez faça sentido ver o Mario mais ousado até agora acompanhar o console mais ousado da Nintendo. Lançado em março deste ano, depois do fracasso comercial que foi o WiiU, ainda que este tenha ótimos jogos como o Splatoon original e Bayonetta 2, o Switch saiu com a difícil tarefa de reerguer a moral da Nintendo e ainda ser o primeiro console híbrido realmente funcional e prático. E o pequeno videogame está conseguindo desempenhar o seu papel com louvor, conquistando cada vez mais espaço no mercado, ganhando a confiança das thirds, com anúncios de ports de jogos como Doom, L.A. Noire e Wolfenstein II, e praticamente voando das prateleiras no exterior a cada nova remessa que chega nas lojas. 

Nesse panorama, o papel de Odyssey é bem mais fácil do que o de Super Mario 3D World e, por isso, talvez a equipe da empresa tenha tido maior possibilidade para testar novos elementos e inovar mais a franquia ao invés de apostar numa versão maior para suceder o 3D Land, sucesso lançado para o portátil 3DS, como o título de Wii U. Por outro lado, a odisseia de Mario neste momento é, justamente, a de lembrar a todos o porquê essa é uma das franquias mais significativas da história dos videogames.

Como disse Pauline, esta é a hora do mascote da Nintendo pular o mais alto possível e partir em busca de uma nova aventura.

 

COMENTáRIOS • site
Voliver
28/10/2017 às 07:19
Excelente história, Mr. M. A minha história é bem semelhante com a sua e muita emoção veio à tona aqui agora. Obrigado!
Allaninja
27/10/2017 às 18:38
Opa... no aguardo rsrsrs

V
Mr..M
24/10/2017 às 08:39
Allaninja Verdade cara!!! Não sabe como isso me deixa feliz. Eu na verdade tenho uma alegria muito grande quando consigo transmitir isso. Depois conto como foi aquirir o Zelda 64.
Mr..M
24/10/2017 às 08:30
denis_timao A bem da verdade na era 128 bits eu acabei traindo a Nintendo e indo para o lado negro da força kkk. O Playstation 2 era irresistível naquela época e foi o primeiro console que eu comprei com o suado dinheiro de meu trabalho em 18 x no cheque de minha mãe. Eu trabalhava com meu Pai naquela época e estava como muitos observando as revistas que falavam no futuro PS2. A Antológica revista Gamers que descrevia absolutamente tudo sobre o lançamento japonês do Playstation 2 me fez ficar alucinado com as possibilidades daquele console maravilhoso. Era impossível não se encantar com as possibilidades daquela maravilha de console. Eu estava jogando muitos games no meu N64 mas sabia que a nova geração havia chegado no japão. Eu estava na Universidade e as conversas só eram sobre o novo console da Sony. Não conhecia ninguém que o tinha. Era um absurdo de caro e eu havia decidido comprá-lo em novembro de 2001 quase um ano após seu lançamento americano.

Naquele ano eu telefonei para um site chamado DirectShoping que vendia o PS2. Lembro muito bem da ligação. A atendente me disse que eu poderia dividir o aparelho no cheque que na época custava bem próximo de R$ 2.000,00. Eu me lembro que era uma fortuna naquela época mas eu queria aquele aparelho de qualquer jeito.

Quando estávamos na negociação a atendente me disse que o console não vinha com nenhum jogo . Eu estava acostumado a ter consoles que vinham com jogos na bundle (Master System II com Alex Kid, Super Nintendo com Super Mario World e Super Metroid na caixa, Nintendo 64 com SM64) e não acreditava que teria um aparelho daqueles sem nenhum jogo junto. Prontamente eu pedi que ela incluísse um jogo junto (afinal de contas o jogo seria dividido em suaves 18 parcelas ) e queria saber os games que tinham disponíveis para incluir um.

A atendente foi falando os nomes e eu só ouvindo. Quando ela disse aquele nome eu dei um GRITO PARE!!!!!

Um filme passou em minha mente. Eu havia jogado a primeira versão daquele jogo ainda no MSX. Mas o ápice daquela cinematográfica história foi no Playstation. Era soberba aquela narrativa e quando ela falou as palavras mágicas METAL GEAR SOLID 2 - SONS OF LIBERTY eu pirei. Havia jogado e zerado o de PS1 e tinha experimentado a genialidade de Kojima. Ela frisou que era um Super Lançamento (alguém lembrou aí das locadoras de filme VHS? ) e de fato o jogo havia chegado a poucos dias naquele mesmo mês pois fora lançado no mercado americano no início de novembro. Eu pirei totalmente. Eu teria aquele jogo em minhas mãos que acabara de ser lançado. Paguei uma fortuna naquele super lançamento (se bem me lembro R$ 375,00 que nas suaves 18 parcelas pareciam ter sumido mas que deram substância a meu mais novo console!

Eu não sabia o que fazer a espera daquele aparelho. Quando a caixa chegou eu dei ao entregador os 18 cheques datados em todas as datas dos meses e escritos BOM PARA abaixo da data e cruzados para evitar depósitos como meu pai havia me ensinado !

Enfim eu pude me deleitar naquele poderoso aparelho e naquele jogo magnífico.

Eu na verdade tive até aquela data duas emoções fortes com a abertura de dois jogos que me marcaram. Super Mario 64 e o Insuperável... THE LEGEND OF ZELDA OCARINA OF TIME . E naquele dia eu viveria outra emoção daquelas. KOJIMA é um GÊNIO! Até hoje eu nunca me esqueço daquela emoção de rodar pela primeira vez o Metal Gear Solid 2 no PlayStation 2.

Fechei as janelas de meu quanto. Deixei tudo no breu . A minha TV com o som no talo. E liguei o aparelho!

Aquela música. Aquela potência ! Aqueles gráficos!!!!!! Eu parecia estar em outra dimensão!

https://www.youtube.com/watch?v=QvEDSkK3GQU

lágrimas escorrendo...

ARREPIOS....

Valeu absolutamente cada centavo investido!

Enfim, depois de alguns lenços aqui , eu havia vivido uma experiência única e queria replicá-la com todos os meus amigos! Chamei um por um. E os levava e repetia aquela cena apresentando o jogo. Teve um dos colegas que ficou tão doido que vendeu seu computador para comprar o PS2 a todo custo.

Por muito tempo eu permaneci com meu PlayStation 2 Tijolão bloqueado e só comprando games Originais. Gran Turismo 3 A-SPEC, Silent Hill 2, Ace Combat 4, Final Fantasy X, Metal Gear Solid 3 entre outros e em meados de 2005 meu PS2 já estava finado cansado e todo mundo desbloqueado. Eu então resolvi desbloquear e o console um ano depois o canhão já estava muito cansado. Vendi o console por 300 reais e ele acabou queimando nas mãos do comprador uma semana depois. Sorte a minha que juntei uma grana e peguei outro PS2 slim por 700 reais e coloquei um Chip Matrix original nele. Até hoje ele pega todos os jogos de primeira.

Eita. Acho que escrevi demais. kkkk

enfim denis_timao essas emoções me fizeram não adquirir o Game Cube. Joguei-o em uma locadora, mas posteriormente após a Sony se encher toda igual um balão e dizer que quem quisesse ter um PS3 teria que ter dois empregos (igual o pai do Cris ) eu acabei voltando pra casa do Mario e descobrindo um console extremamente interessante. Mas essa história é pra outro dia...

Allaninja
23/10/2017 às 18:24
@Mr..M: que historia linda, prefiro ler isto que assistir alguns filmes, seriados, e novelas, me senti em sua pele aqui cara...
denis_timao
23/10/2017 às 16:56
@Mr..M: Super Mario Sunshine é atualmente o melhor jogo desse século, um game primoroso e com mundos ainda maiores que os de Super Mario 64, feito para agradar fãs de exploração e plataformers também.
Mr..M
23/10/2017 às 12:20
Gous Obrigado!
Estamos todos a espera! E essa hype é mágica!!!!
Mr..M
23/10/2017 às 12:19
wii-ner é verdade mesmo! Eu fui agraciado por ter um pai que sempre foi muito trabalhador e pode me dar essa oportunidade de experimentar algo tão unico. Pra você ter uma ideia na época só eu tinha ele por um tempo entre os amigos e eu levava o console da casa das pessoas para mostrar o famoso SM64. A galera tinha o Playstation que era fabuloso com aquele Final Fantasy 7. Foi muito bom eu ter migrado do SNES para o N64 pois como so eu tinha pude proporcionar aos amigos conhecerem o lado da Nintendo nessa geração.
Mr..M
23/10/2017 às 12:15
denis_timao Verdade! só queria ter experimentado tanto quanto merece o Sunshine. Estou jogando com as crianças por esses dias para espera do novo! E se na sua lista ele está acima de Super Mario Galaxy é porque o game deve ser fenomenal mesmo!
Gous
23/10/2017 às 10:08
Belo relato Mr..M

4 dias para Mario GOTYssey...
Bianquinha
23/10/2017 às 09:19
TLoZ BotW + Super Mario Odyssey, duas obras antológicas juntas no primeiro ano de vida de um console. Esse Miyamoto me dá nojo... Nojo!
Ele deveria estar na BGS sendo agraciado de igual modo que o senhorio mono-jogo

Que bizarro esse dino, hein ... Tanto poder de fogo para dizimar os pequeninos cogumelos.
wii-ner
23/10/2017 às 08:49
O comentário do @Mr..M é um verdadeiro relato de como bons jogos impactam as pessoas e atravessam gerações(literalmente de pai para filho).
denis_timao
23/10/2017 às 08:46
Pela primeira vez na história, trio de ferro alienígena seriamente ameaçado!

"1° Super Mario 64
2° Super Mario Sunshine
3° Super Mario Galaxy"
MANDAQUELE
23/10/2017 às 06:34
@Bruno assim como sunshine!
McWolf
23/10/2017 às 02:14
O comentário do user abaixo tá maior que o artigo.
Mr..M
23/10/2017 às 02:14
Em novembro de 1996 eu estava prestes a ganhar de Natal o mais novo console da Nintendo. O outrora conhecido Ultra 64 estava em todas as revistas da época e eu tinha todas elas. Ficava só admirando aquelas imagens espetaculares daquele que prometia revolucionar jogos em 3 dimensões. A emoção foi muito grande quando efetivamente eu e meu herói, que me proporcionou todas essas conquistas, fomos a loja e compramos aquele console que custou 600 reais na época quando o salário mínimo era de 125 reais.

Eu, uns dias antes de comprar o console, estava recortando fotos do Nintendo 64 e colando em papelão para sentir que eu tinha o aparelho. Meu pai decidiu então que o dia havia chegado e fomos a loja! Novembro de 1996...
Quando enfim meu agora amigo e naquela época dono da loja MW Games colocou aquela caixa absurdamente grande do Nintendo 64 no balcão e me explicou que não tinha isopor pois ela tinha vindo direto dos EUA e tiraram o Isopor eu não sabia o que fazer com aquela caixa enorme !!!

Fomos para casa e finalmente meu velho que havia dito que estava interessado em saber se essa revolução, que eu declarava aos 4 ventos que esse console representava , era mesmo verdadeira. Eu instalei o console em uma TV gigante para a época que meu pai tinha e finalmente liguei o Super Mario 64.

Quando meu pai viu a cara do Mario e o que podíamos fazer com ela ficou perguntando se isso era tudo o que aquele jogo podia fazer. Eu curioso apertei o start e na tela de seleção comecei a aventura. Após o clichê da leitura de carta da peach de todos os Marios a câmera começou a viagem onde iniciava a maior e mais fantástica aventura que eu poderia viver naquela época. Meu pai assitia sem compreender o que estava acontecendo.

Ele perguntava. "Mas vc pode ir assim para o fundo da TV?!? Como pode isso? Os outros jogos eram só andando para o lado. Mas este vc anda para o fundo da tela! Como pode isso?!? Vai ali...sobe naquela árvore. Pule na água. CARAMBA que coisa de louco! Realmente é impressionante"

E eu ali curtindo aquele jogo maravilhoso e na presença e atenção completa de meu pai. Esse game me fez viver uma das maiores aventuras de todos os tempos.

Os outros jogos do Mario que vieram realmente tiveram seu impacto. Super Mario Galaxy 1 e 2 foi o que mais se aproximou daquela sensação pelo empenho técnico e criativo. Mas nenhum outro Mario o superou até hoje.

Essa nova "Odysséya" parece estar prestes a chegar perto. Agora acompanhado de meus filhos estamos todos ansiosos por essa mais nova e fantástica aventura que traz de volta o verdadeiro espírito e essência de Super Mario 64. Já zerei com eles o Mario 64 inúmeras vezes!

Assim como o ZBoTW renovou mas praticamente bebeu em muito da fonte de Ocarina of time esse novo Mario parece usar da mesma fórmula mas com a sempre e maravilhosa característica da Nintendo que me fascina. A Criatividade de inovar sempre!

Que venha Super Mario Odyssey! Meu Switch está preparado e o jogo encomendado! Vamos viver essa mais nova aventura juntos em família!

IT'S ME MARIO!!!
Patolouco
23/10/2017 às 00:07
A única palavra que eu posso usar é a palavra "sensacional".
Bruno
22/10/2017 às 23:39
Jogão, vi um easter egg foda hoje. MARIO 64 REINA AINDA. Provavelmente só vou pegar ele la pro meio de novembro.
Fierce
22/10/2017 às 23:04
A mesma sensação do Mario 64 voltando, só alegria.

Pena que minha pré-venda só chega pós dia 10 de Novembro
Valeyard
22/10/2017 às 22:33
@Britney, misto de prévia, desabafo e reflexão sobre o papel de Odyssey para a Nintendo na vida do Switch. haha
denis_timao
22/10/2017 às 22:32
Que o Switch de todos vcs peguem fogo!
Britney Treinadora
22/10/2017 às 22:26
O que foi isso? Um preview? Um desabafo?
Domucacto-Kuno
22/10/2017 às 22:18
CHEGA DIA 27!!!!!!
Valeyard
22/10/2017 às 22:17
Também estou absurdamente ansioso para a próxima sexta.

E, @Voliver, realmente incrível como a Nintendo conseguiu entregar dois jogos desse nível no mesmo ano. Vai ter que rachar o GOTY no meio e dividir entre os dois jogos pelo jeito. hahaha
Allaninja
22/10/2017 às 22:15
PQP esse Mario tá de mais, impressionante como a Nintendo faz agente gostar cada vez mais desse bigodudo,. esse jogo ta incontestável..... Putz, leva meu dinheiro Odyssey , vou me virar mais tenho que comprar sáporra.
Voliver
22/10/2017 às 21:50
Bom artigo, esse game fará dobradinha de GOTY com Zelda, certamente!

Apenas usuários cadastrados podem comentar.

Se deseja realizar seu cadastro, clique aqui.

COMENTáRIOS • facebook
artigos recentes