Carregando
prévia › wiiu 
Wii Party U
escrita por Adriano Benedito Pasquini

 Com o Wii U, a Nintendo mostrou-se, desde o anúncio do referido console de mesa, que a proposta alicerçada seria a de agregar a base de fãs "casuais", que formaram boa parte do sucesso do Wii, além de não esquecer dos jogadores ávidos por jogos que exijam uma dedicação mais árdua (os chamados "hardcores"). Pois bem, fundamentado nisto, mesmo que torçamos o nariz para o anúncio de algum jogo para o público ocasional, entender a proposta da Nintendo se torna primordial, ainda mais com o seu atual console e seu inovador controle que clama por jogos que façam bom uso dele. Nintendo Land foi o primeiro destes jogos casuais a figurar no Wii U e, seguindo esta mesma linha, Wii Party U chegará ainda este ano prometendo a mesma utilização criativa vista que fizera em sua entrada anterior.

A proposta básica é a mesma que vista na versão para Wii, tão criticada por suas limitações, porém vivenciada por milhões de pessoas, num verdadeiro sucesso comercial. Conduzidos pelo simpático Woopy, jogadores trilharão seus caminhos em dezenas de minigames em vários modos divididos pelas conhecidas categorias Party Game, House Party Games e Pair Games, contemplando uma experiência que estimula, na medida do possível, a jogatina multiplayer local.

Na categoria Party Games, Board Game Island já é presença confirmada. Baseada uma jogatina semelhante a jogos de tabuleiro, ambientada em uma ilha paradisíaca, competidores jogam os dados virtuais e o mesmo dará o número de passos que os jogadores deverão avançar, sendo estes representados pelos seus Miis. Desta feita, o GamePad já mostra a sua utilidade, pois, devido à sua tela e seu sensor de movimentos, ele tentará nos passar a impressão de estarmos segurando e lançando dados reais, enquanto a TV, a seu turno, transmite outras imagens do jogo, efetuando uma separação que parece ser simples, mas do ponto de vista imersivo poderá contribuir bastante para o enriquecimento da diversão dentro do jogo.

Preparem-se para utilizar seus GamePads e Wii Remotes em comunhão ou separadamente dependendo do minigame do momento. Wii Party U abraçará ambas as formas de jogar tentando impressionar o jogador, nem que seja por poucos instantes, ou pelo menos entretê-lo descompromissadamente. Ou entretê-los, afinal, a jogatina em grupo será, mais uma vez, massivamente imposta. Uma corrida num safari, por exemplo, onde jogadores poderão controlar zebras, rinocerontes, dentre outros, usando os sensores de movimento dos controles, tentando equilibrar velocidade e resistência a fim de triunfar na reta de chegada pode soar familiar a quem jogou Wii Play. Competições de natação, salto em altura, dentre outras, todas com suporte aos controles rodearão o jogador conforme cada dado é lançado, caso esteja no modo Party Game. Simples, mas ao mesmo tempo ambicionado uma efetividade devido ao pluralismo do futuro público consumidor.

Um dos exemplos de minigames que usam uma interação entre Wii Remotes e GamePad é o Operation: Sandbox. Trata-se de uma batalha entre canhões. O jogador que estiver com o GamePad em mãos controlará o canhão maior. Este provoca um dano mais considerável em arena (um tiro já elimina o adversário), porém se movimenta de forma bem lenta. Já os jogadores que estarão em posse de seus Wii Remotes controlarão tanques pequenos, que atiram e se movimentam de forma ágil, apesar de serem muito mais frágeis e provocarem um dano mais gradual (o tanque grande tem uma série de corações representando sua energia). A ideia aqui consiste em uma partida de até três contra um (três tanques pequenos contra o maior de todos). Cooperativo e competitivo num só.

Uma ideia bacana presente em Wii Party U consiste em minigames num formato de Game Show televisivo, algo já visto a exaustão em jogos fundamentados nesta temática, todavia aqui apresentará algumas diferenciações. Numa atmosfera de competição e numa utilização da câmera do GamePad, o jogador portando o controle estará sentado em uma cadeira (representado pelo seu Mii, via TV) e, quando cobrirem o rosto dele, o jogador tirará uma foto de si próprio e escolherá, dentre opções estabelecidas somente via GamePad, sem o conhecimento prévio de outros competidores, uma delas e tirará uma foto mostrando uma expressão facial condizente com a resposta escolhida para uma pergunta proposta. Um exemplo básico mostrado se fundamenta em: o que a expressão representa. Há alternativas como "você acabou de acordar" ou "uma luz intensa incide sobre seu rosto", dentre outras. Parecidas entre si, para dar uma dificuldade maior aos outros jogadores, que deverão adivinhar qual responda condiz com a expressão. Tudo isto com a foto da expressão facial do jogador sendo revelada na tela, junto às alternativas. Esperamos que uma ideia criativa deste tipo tenha opções bem variadas, abrangentes e que estimule a competitividade.

Tabletop Minigames prometem mostrar todo o potencial de um uso potencializado de somente o GamePad para a realização de minijogos. Você vai pensar: claro, isso é perfeitamente possível. Porém, para se diferenciar de uma mera experiência "portátil" esses minigames proporcionarão um multiplayer competitivo para dois jogadores com a utilização de somente um GamePad. Num jogo de pebolim, por exemplo, jogadores, cada um de um lado, controlarão seus times, enquanto visam marcar o maior número de gols possíveis. Já foram confirmados quinze minigames que estarão presentes nesta opção de jogo.

Uma das grandes discussões em áreas de comentários de sites especializados tem sido acerca do suporte online da Nintendo e suas escolhas diante de seus jogos. Muitos entendem ser necessária uma investida online, porém realmente existem jogos em que um suporte total seria mais danoso à experiência do que benéfico. Wii Party U é exemplo disto. A velha justificativa de que por meio de um multiplayer offline podemos ver as reações dos jogadores diante dos resultados conforme a jogatina se delineia funciona neste caso, apesar de algumas ressalvas (o exemplo do minigame no Game Show talvez funcionasse online, talvez). Porém, a proposta de Wii Party U, em sua essência, justifica a ausência de uma confirmação de um modo online até o momento. Aliás, até causa estranheza o jogo oferecer suporte ao Miiverse, através de postagem de suas impressões dos minigames e classifcar sua performance nos mesmos.

Wii Party U objetivará trazer uma parte do público "casual", ainda confuso com a proposta do Wii U, novamente para apreciar uma jogatina que transforme a sala em uma verdadeira festa para os apreciadores do estilo. E obviamente você, jogador que se intitula hardcore (você mesmo) não precisa se acanhar e poderá também se animar e participar da jogatina que anseia, antes de tudo, proporcionar diversão instantânea e interação ampla. Céticos talvez questionem a longevidade de Wii Party U e não podemos culpá-los. Os minigames, apesar de criativos, deverão primar pela simplicidade e pela óbvia curta duração. E isso, unido a um preço final por vezes intimidador, talvez afaste potenciais consumidores. Entretanto, a curiosidade e a possibilidade de ter uma diversão ocasional talvez desperte a atenção de muitos. Estaremos de olho em mais detalhes que surgirão nos próximos meses e quem sabe este possa ser um dos jogos que contribua para dar uma alavancada nas vendas do Wii U. Teremos uma boa noção disto no mês de outubro deste ano, quando Wii Party U será lançado.



expectativa:



comentários
Jaime88
30/09/2013 às 10:16

#Ansioso!!!
Edu
30/06/2013 às 01:33
Vou adorar comprar...enquanto certas pessoas ficam no "num tem onlaine eh ruimmmmmmm" eu sei que me divertirei bastante
raereu
27/06/2013 às 13:50
Não gostei tanto do Nintendo land! é de longe menos interessante do que a empolgação de jogar wii sports pela primeira vez! Mas...... Wii Party é show!! Quem não tem, recomendo que compre mesmo agora... Mario PArty 9 é legal, mas Wii Party provoca muito mais risadas e diversão....o mini game dos países é muito divertido!! Esse aí tvz seja a compra mais certa dos divulgados até agora! Ei de joga-lo muito com minha mulherzinha hehehe!!
Feiona da Webcam
27/06/2013 às 12:41

legal ver jogos desse tipo em textos aqui no site
jogo wii sports ateh hj e joguei um pouco do wii party tbm
esse do wii u vai ser mto show
Diomasters
27/06/2013 às 12:21
FODA! Compra certa!!!! (Só me falta o WiiU agora! Hehe)

Lembro que no Mario party 8 de Wii eu fique das 9 da noite ate as 3 da madrugada jogando com uns camaradas! Foi divertido pakas!!!!
E este "Wii Party U" não só parece que vai causar o mesmo efeito como vai facilmente supera-lo!
Estou ansioso para testa-lo! :D
Ledig
27/06/2013 às 11:42
Simplesmente gostei mais de Wii Party que dos ultimos Mario Partys que tem saindo, e ja estou me interessando mais pelo Wii Party U que pelo Nintendo Land, talvez um dia eu consiga uma boa troca.
WTF Ivysaur
27/06/2013 às 00:32
Porque o foco do WiiU é o gamepad, e não o Wiimote.
And...
27/06/2013 às 00:29
Acho que de todas as franquias casuais que nasceram no Wii, a principal foi Wii Sports, não sei porque até agora não foi anunciada a terceira versão da serie.

Apenas usuários cadastrados podem comentar.

Se deseja realizar seu cadastro, clique aqui.

Login de usuário


Lembrar?

wii u brasil no youtube

nintendosfera

prévias recentes
FAST Racing NEO
eshop    11
Star Fox Zero
wiiu    17
Super Mario Maker
wiiu    7
Splatoon
wiiu    11
Hyrule Warriors
wiiu    7
Mario Kart 8
wiiu    5
Sonic Lost World
wiiu    13