Carregando
Lembrar? | Esqueci a senhaCadastrar
prévia • wiiu 
Sonic Boom: Rise of Lyric
Escrita por André Brandi

Em 2013, Nintendo e Sega estabeleceram uma parceria que tornaria os três próximos títulos do ouriço azul, exclusivos. Mario & Sonic at the Sochi 2014 Olympic Winter Games e Sonic Lost World seriam os dois primeiros, hoje já disponíveis no mercado há quase um ano. O terceiro, até então um mistério, começou a criar especulação antes de sequer ter aparência ou mesmo um nome próprio, rotina familiar entre séries tão amadas quanto Sonic.

Sonic Boom finalmente foi anunciado e chegará às lojas em Novembro de 2014, mas quando apareceu, foi ao melhor estilo SonicTeam. Polêmico, controverso e responsável por uma enorme divergência de opiniões. Quatro dos personagens mais queridos da franquia, Sonic, Tails, Amy e Knuckles estrelarão o jogo juntos e montarão um time que agrada até o mais saudosista dos fãs. O problema? Uma remodelação caprichada em seus visuais e personalidade que causou dúvida e discussões fervorosas entre quem os acompanha há mais de 20 anos.

A mudança drástica tem dois motivos principais. O primeiro é revitalizar a marca, já bastante desgastada. O segundo, também por causa do primeiro, envolve um desenho animado homônimo que será lançado em outubro no Cartoon Network e segundo seu supervisor, Takashi Lizuka, usará a aparência inédita dos protagonistas para tentar abraçar uma fatia de audiência nova no ocidente. Os jogos de Wii U e 3DS servirão como prólogo para a animação e têm a responsabilidade de agradar jogadores pouco familiarizados com a série além de promover o programa de televisão.

A versão de Wii U, Rise of Lyric, possui uma premissa simples. Perseguindo Eggman durante mais um de seus planos malignos, o quarteto chega em uma ilha e acaba despertando o novo vilão Lyric, que procura, com seu exército de robôs, mecanizar o mundo e acabar com qualquer tipo de forma de vida orgânica. Nada que qualquer fã não esteja acostumado. O título, no entanto, procura ser diferente não só em aparência, mas em todo o resto também.

Existirão seções de alta velocidade e ação, sim. Caso contrário não estaríamos falando de Sonic. Mas o foco agora parece ser mais direcionado para o combate e exploração em um mundo aberto 3D ao melhor estilo Ratchet and Clank. O jogador terá que alternar constantemente entre os personagens e tirar proveito de suas habilidades únicas para superar obstáculos e quebra cabeças em ambientes extensos da ilha, separados por grandes áreas. Há também uma ferramenta nova comum entre todos eles, o Enerbeam, capaz de puxar e interagir com objetos e inimigos.

O inédito estilo de jogabilidade pode ser bom e ruim. Desde sua entrada forçada ao mundo dos jogos em três dimensões, Sonic tem sofrido para se encontrar e parte do problema reside no fato de que o ouriço mais rápido do mundo sempre está atrelado a velocidade. Isso o tem prejudicado, visto que ainda não se encontrou uma fórmula que conciliasse esses dois elementos de forma agradável. O novo formato não parece combinar com o mascote, mas se for bem executado, pode propiciar uma experiência 3D de qualidade não vista desde o Dreamcast, mesmo que de maneira bem diferente.

O jogo também oferece interatividade com o WiiU Gamepad e contará com a opção de ser jogado com um amigo de forma cooperativa, além de um modo especial para até quatro jogadores simultâneos. Visualmente, Rise of Lyric parece satisfatório e possui paisagens naturais que se juntam com ambientes artificiais escuros, como a fábrica vista na demo durante a E3. Os chefes prometem ser grandes e haverá lugares onde para prosseguir, será necessário destruir todos os inimigos. O combate usará um sistema de combos para garantir que haja variação e que todos esses segmentos sejam atraentes.

A reação do público, porém, tem sido negativa a ponto de chegar até os ouvidos do produtor Stephen Frost, que deu depoimentos para tentar justificar seu mais novo trabalho. Ele afirmou que as pessoas precisam de tempo para se acostumar com conceitos novos e que Sonic Boom será mesmo diferente de qualquer outra aventura do ouriço. Agora resta saber. Sua singularidade fará com que ele se destaque ou que seja esquecido? A resposta talvez dependa de um quesito muito mais simples. Qualidade.

COMENTáRIOS • site
DD
30/10/2014 s 19:01
A divisão americana da Sonic Team foi descontinuada mas o estúdio japonês segue firme e forte não? Eu citei eles no texto porque eles estão creditados na produção de Sonic Boom como "supervisores".

Mas enfim, eu devia ter mencionado que o jogo está sendo feito por equipes ocidentais e que o redesign é exclusivo desse título, para não correr o risco de confundir alguém. Obrigado pela ajuda e pelo feedback, Master Gamer!
Master Gamer
28/10/2014 s 19:57
O texto ficou ótimo, mas ele possui alguns informações erradas ou que levam a uma compreensão errada dos fatos.

Sonic Boom não está sendo desenvolvido pela Sonic Team e o estúdio nem sequer existe mais.
Os redesigns são exclusivos do projeto Sonic Boom e não serão reutilizados na franquia principal.

O proposito de Sonic Boom é conquistar uma nova audiência, chamar a atenção dos jovens ocidentais, por isso tanto o cartoon, quanto os jogos estão sendo desenvolvidos por estúdios ocidentais fora da Sega.
★.Takanori
24/10/2014 s 00:32
Expectativa está exata.
Tokii
18/09/2014 s 20:35
Fanbase de Sonic é super dividida. A SEGA nunca vai conseguir agradar a todos com um jogo só, e talvez seja por isso que estão lançado essa série spin-off.
Ao contrário de alguns, eu estou super animado pelo Sonic Boom! Acho que vai ser um bom jogo, apesar do foco diferente dos demais Sonics.
Valle
18/09/2014 s 19:08
"Não acho o público do Sonic o mais difícil de se agradar.
O público de Mario tbm é bem exigente."
????
Me aponte um jogo de Mario que teve uma recepção negativa.
Talvez você esteja pensando nos mais recentes, que o povo só reclama porque estão saindo toda hora, mas nada sobre o jogo em si.
Joma
03/09/2014 s 11:54
Não acho o público do Sonic o mais difícil de se agradar.
O público de Mario tbm é bem exigente.
D2Boy
31/08/2014 s 11:28
De fato o que ele falou é verdade as pessoas precisam se acostumar com coisas novas as pessoas ainda preferem as mesmas coisas de sempre a maioria é assim mas uma coisa eu falo os três últimos jogos do Sonic agradaram bastante os jogos foram: Sonic Colors,Sonic Generations e Sonic Lost World todos venderam bem e agradaram,Sonic Boom é uma nova aposta é inspirado no desenho novo que será lançado mas no futuro o personagem voltará a sua aparência tradicional o jogo na versão do Wii U só precisa ser um pouco mais caprichada é por isso que a versão dele vai sair depois da versão do 3DS a versão do 3DS está muito louca mas não custa nada dá uma chance para o novo jogo ele pode ser um sucesso ou um fracasso mas pelo menos uma chance ele tem que ter.
Lucker
31/08/2014 s 11:04
Taí um jogo que estou curioso para saber como se sairá, porque vi muitas reclamações de pessoas que testaram e muitos sites especialistas dizem que não será um bom jogo, esperar pra ver..
TDark
30/08/2014 s 09:43
O fandom mais dificil de agradar é o de Sonic.
Super FOG
30/08/2014 s 08:24
O problema é que os fãs de Sonic 3D esperam ensandecidos por um Sonic Adventure 3, não só em termos de jogabilidade mas em termos de enredo e trilha sonora.... Se bem que na verdade, Sonic 2006 já foi SA3, ele tinha tudo isso mas foi um jogo marcado por ser quebrado as shit e ter uma história horrenda.

A bipolaridade da fanbase de Sonic chega a ser enfurecedora.
Felipefm94
30/08/2014 s 02:41
Texto muito bem escrito, parabéns ao redator.

Apenas usuários cadastrados podem comentar.

Se deseja realizar seu cadastro, clique aqui.

COMENTáRIOS • facebook
prévias recentes
switch
switch
wiiu